Título: Três Vezes Nós

Autora: Laura Barnett

Editora: Novo Conceito

Páginas: 384 

Ano:2016

Sinopse: Uma jovem mulher com uma bicicleta quebrada após desviar de um cão. Um homem que ela poderia facilmente ter deixado passar, sem parar, levando consigo uma vida inteira, uma vida que poderia nunca ter sido dela. Eva Edelstein está no segundo ano do curso de Inglês na Universidade de Cambridge. Ela namora David Katz, estudante e aspirante a ator. A vida de Eva parece bem encaminhada, quando, no campus da universidade, ela conhece acidentalmente Jim Taylor, estudante frustrado de direito. Há três versões, três realidades diferentes para o futuro de Eva e Jim, dos anos 1950 até os dias atuais. Se o nosso futuro é uma encruzilhada, gostaríamos de saber qual caminho seguir? E depois, ficaríamos felizes com a nossa escolha? Três vidas. Três histórias. Três destinos... permeados com traições e ambições, mas também com amor e arte. Três vezes nós explora a ideia de que há momentos em nossas vidas que poderiam ter sido diferentes e como pequenos fatos ou decisões que tomamos podem determinar o rumo da nossa vida para sempre.

*livro recebido em parceria com a editora.

Oii galera, a resenha de hoje é do livro Três Vezes Nós da editora Novo Conceito. Na obra conheceremos Eva Edelstein e Jim Taylor, ela uma estudante de inglês, inteligente e determinada e ele um frustrado estudante do curso de direito que sonha em um dia poder viver da arte. É a partir dessa premissa que se desenvolve a história de como duas pessoas que nunca se viram acabam se encontrando e entrelaçando seus caminhos, isso ocorre com base não em um só ponto de vista, mas a partir de três, é isso mesmo galera, uma história com três versões, três realidades, três destinos, três vezes Eva e Jim, Três Vezes Nós.

É nessa forma de abordagem que veremos como Eva conheceu Jim e como eles viveram as suas vidas; na primeira versão Eva está andando de bicicleta quando ao desviar de um cachorro ela acaba caindo e quebrando a bicicleta, Jim vê a cena e resolve ajuda- lá; na segunda versão ocorre o incidente com a bicicleta, porém Eva não conhece Jim (ela o conhecerá um pouco mais tarde); e na terceira e última versão há o incidente e ambos se conhecem (parecida um pouco com a primeira versão). No entanto há algo comum nas três versões: o amor, a sintonia e a conexão inegável existente entre Jim e Eva.

"Talvez seja assim que o amor sempre chega, escreveu Eva em seu diário, nessa transição imperceptível da amizade para a intimidade."

De início a leitura pode parecer confusa, pois acredito que a maioria de nós não estamos acostumados à ler três histórias diferentes com protagonistas iguais em um mesmo livro. É imprescindível que o leitor esteja atento à todos os detalhes das três versões para aproveitar ao máximo a leitura, por isso, no final da obra tem um espaço de anotações para o leitor  colocar os principais acontecimentos de cada versão. Creio que essa confusão seja o único ponto negativo do livro, mas acredite em mim com o tempo você "pega" o jeito , e, meu bem , a leitura vai fluir sem problemas ( pode confiar). Lisa, foi audaciosa e extremamente criativa ao trazer um livro com versões diferentes de uma história que acompanha desde o nascimento dos protagonistas no ano de 1938 até a velhice de ambos em 2014, é nítido cada cenário, atitudes, pensamentos e caracterização das personagens conforme cada década, isso é incrível. Além disso, só os personagens são iguais porque cada versão é uma história diferente, mostrando como as nossas escolhas influênciam nosso destino,  que no meu entendimento era o foco principal do livro.

"Três Vezes Nós" é um livro sincero e realista que busca retratar como nossas atitudes e ações podem mudar o futuro, entender que as nossas escolhas nos definem. Perceber que nem sempre as coisas são fáceis, a vida é repleta de momentos felizes, mas há também os momentos tristes. Lisa quis mostrar como a vida que vivemos pode ter diferentes versões dependendo das decisões que tomamos. Tudo um dia acaba, porém cabe a cada um de nós saber aproveitar cada coisa boa que acontecer e aprender com os erros, nem sempre a vida é um conto de fadas com finais felizes.

"Ele (Jim) fica ali por um momento antes de abrir a porta do estúdio, olhando para a praia, inundado por uma alegria estonteante; e a sabedoria, a ingere, porque já tem idade suficiente para saber exatamente o que é a felicidade - breve e efêmera, não um estado constante a se buscar, para tentar viver constantemente; mas sim para agarrá - la quando ela surge, e segurar-se a ela máximo de tempo que puder."


Oii galera, enfim estou de férias yeaaaaaaah , finalmente vim pra minha cidade e vou postar com mais frequência tanto aqui como no ig (@entrehistorias) . Nos últimos meses eu não recebi tantos livros e resolvi fazer um book haul acumulado e mostrar tudinhooo pra vocês, então vamos conferir o que recebi/comprei nesses meses.


Mangá Orange (volume 1 ao 5) do Ichico Takano, como eu já disse antes aqui no blog eu comprei esses mangás porque eu morria de vontade de ler algo do gênero, tinha certeza de que iria gostar, e depois de algumas sugestões eu comprei a coleção completa de Orange, pois era apenas 5 volumes e a sinopse me chamou a atenção. E posso afirmar pra vocês que eu amei, eu não fiz resenha, mas comentei um poquinho sobre eles no post que fiz sobre leituras de setembro (post aqui)

Mangas Socrates in Love baseado no romance de Kyoichi Katayama e  The Wedding Eve do Hozumi, aproveitei que estava na vibe de mangás e comprei no mesmo dia mais esses dois pois estavam com um preço bem legal, e vi uma resenha ótima de Socrates in Love, ainda não realizei a leitura deles, porém estou com altas expectativas.

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares do Ransom Riggs, gente esse livro não estava na minha whislist não, mas tanta gente falando bem dele e ainda mais que aconteceu o lançamento recente do filme eu resolvi comprar, mas até agora não li, e ainda não bateu aquela vontade de ler sabe hahahahaha mas de janeiro ele não passa (assim espero), eu comprei ele junto com os mangás na Amazon.

O Que te Move do Fernando Moraes, Pipocando do Rolandinho e Bruno Bock e As Letras do Amor da Paula Ottoni, esses três amorzinho eu recebi de parceria com a Novo Conceito, foram os lançamentos de agosto deles, desses eu já li As Letras do Amor e amei (resenha aqui), os outros pretendo ler nas férias, obrigada Novo Conceito <3

Três Vezes Nós da Laura Bernett, esse eu também recebi da Novo Conceito e é lançamento de setembro deles, estou apaixonada nessa capa, coisa mais linda né.

Viva a/à Poesia do Jean Carlo Barusso, esse livro eu recebi de parceria com o autor e com certeza já entrou nas melhores leituras de 2016, esse livro é cheio de poesias maravilhosas e encantadoras, repletas de lirismo e sentimentalismo. Eu amei tanto esse livro que não me canso de falar isso hahahaha é sério gente, pra quem gosta de poesias precisa realizar a leitura desse livro aqui (leitura obrigatória hein hahahahaha).

Três Luas do Thúlio Phelipe, e o último recebido, mas não menos importante é mais um livros de poemas e é minha leitura atual, recebi de parceria com o autor e espero gostar , já que o gênero é um dos meus favoritos, vamos ver o que esse livro reserva. 



Bom galera, essas foram todas as minhas aquisições de setembro, outubro e novembro, espero que gostem. -Beijos, Carol!











Oii galera, sou uma péssima pessoa :/ eu esqueci o aniversário de 1 aninho do meu blog hahahahaha foi dia 12 de outubro, e esse mês está sendo tão corrido que a data acabou passando despercebida. Quando me lembrei queria dar uma tapa em mim mesma "como assim eu esqueci o aniversário do blog?!!" pois é galera, acontece.

Mas enfim, sei que o que eu vou falar vai parecer clichê, mas é a pura verdade e digo do fundo do meu coração "posso não ter muitos seguidores e nem me importo com isso, o que mais me deixa feliz é poder interagir com vocês e poder falar de coisas que eu amo e são importantes para mim. Sou feliz com o blog e com o instagram e poder compartilhar minha paixão por livros, músicas e outras coisas é muito gratificante, conheci nesse meio pessoas maravilhosas e blogs queridos também. Agradeço a cada pessoinha que me acompanha, muito obrigada mesmo."

Nunca me imaginei tendo um blog, o desejo surgiu quando eu tinha vontade de compartilhar o meu amor por livros, inicialmente eu criei o instagram e com o tempo as coisas foram crescendo e eu percebi que queria falar de mais coisas e o insta me deixava muito limitada, foi quando tomei a decisão de criar o blog, era uma experiência nova (e ainda é) e eu não imaginava que um dia conseguiria parcerias ou que alguém iria gostar do conteúdo que eu fazia, mas quando você faz algo por amor e se dedica naquilo o retorno quase sempre é positivo.

Então, eu só tenho a agradecer a cada um que faz parte da família Entre Histórias, peço desculpas se às vezes eu fico sumida e se é pouco o conteúdo que eu publico, mas peço que tenham paciência e não desistam de mim ok?!ok! E pra mostrar o amor e gratidão que sinto por vocês vou fazer o primeiro sorteio do blog, é simples , porém é de coração, são livros que eu não pretendo ler e que desejo que alguém tenha a oportunidade de lê-los.


Eu Estive Aqui da Gayle Forman, gente esse livro tá ainda na embalagem, eu comprei ele só que eu acabei ganhando um igualzinho em um amigo secreto que eu participei. A história é maravilhosa, fala de temas mais sérios como depressão e suicídio, entrou no meu top 10 de melhores leituras de 2015, eu indico muito, tenho certeza de que gostarão, ele é tocante e passa uma mensagem linda.

A Batalha do Apocalipse do Eduardo Spohr, esse livro eu já tentei ler várias vezes, mas não consigo, eu tenho um bloqueio, eu sempre paro na página 30 e não adianta, não é para mim esse livro. Vejo muita gente falando bem tanto do livro quanto do autor, pelo que eu entendi a história é repleta de seres mitológicos e sobrenaturais tem anjos, deuses e essas coisas (posso estar falando bobeira hahahaha) e já me falaram que esse livro é eletrizante , ação do início ao fim, além de tudo é autor brasileiro né. A única ressalva que eu faço é que essa edição é econômica (tem folhas brancas e não tem orelha), mas a letra tá em um tamanho ótimo, e o livro tá novinho.

Bom, para participar do sorteio é só seguir essas regras bem simples:

* Serão dois ganhadores , cada um ganhará um livro, você só precisa colocar nos comentários qual livro você prefere ganhar, por exemplo 1 Eu Estive Aqui, 2 A Batalha do Apocalipse ou vice-versa, além disso você precisa colocar o seu endereço de e-mail pois vou entrar em contato com os ganhadores para que eles me passem o endereço para lhe enviar o livro.

* Para participar você precisa estar seguindo o blog , e tem como chance extra se seguir o instagram do blog (@entrehistorias).

* Precisa ter endereço de entrega no Brasil.

* O envio é de minha responsabilidade, porém não me responsabilizo por eventuais extravios ou danos do correio.


a Rafflecopter giveaway


Oii galera, esse restinho de ano tá sendo uma correria danada, fim de período na faculdade, provas, trabalho e estágio, muita coisa pra fazer e pouco tempo pra ler, e em Setembro eu só li um livro e 5 mangás. Foi a primeira vez que eu li um mangá e eu amei, nesse post vou contar um pouquinho do que eu achei dessa experiência:

As Letras do Amor  da Paula Ottoni, comecei o mês lendo esse romance que eu recebi de parceria com a Novo Conceito. Nele conheceremos a história da Bianca que bem resumidamente vai para Roma com o namorado Miguel e lá ela acaba conhecendo Enzo, amigo de Miguel. E, já deu pra entender como vai funcionar né, teremos um triângulo amoroso daqueles bem clichê, só que é um clichê bem escrito e no qual eu gostei muito mesmo, a Paula construiu uma trama bem estruturada e soube trabalhar muito bem nas personagens, espero que ela publique mais livro para que eu possa ler. Como eu falei bem resumido o que eu achei do livro, eu recomendo que vocês olhem a resenha que eu fiz, lá eu explico mais detalhadamente. (Resenha)

Mangá Orange ( Volume 1 ao 5) do Ichico Takano, gente fazia muuuuuito tempo que eu queria ler um mangá, até porque eu comecei a ler novinha e o meu primeiro contato com a literatura foi com os gibis da Turma da Mônica, eu amava e para mim mangá tinha esse mesmo estilo, só que percebi que é um pouco diferente. Então, decidi que ia ler um mangá e ver se iria gostar, e pesquisando sobre mangás que fariam o meu estilo vi muita gente falando bem de Orange, não pensei duas vezes e resolvi comprar. A história gira em torno de um grupo de amigos, e tudo começa quando um desses amigos a Naho recebe uma carta misteriosa que supostamente foi escrita por ela mesmo através do futuro, nessa carta a Naho do "futuro" dá instruções a "atual" sobre o que ela deve fazer para salvar um dos seus amigos, o Kakeru, porém não é tão fácil assim e junto com seus amigos eles correrão contra o tempo para que tudo dê certo. Gente eu li os 5 volumes de uma vez só, não consegui parar até descobrir o final, e amei. No começo eu achei estranho a forma de ler, porque se lê sempre da direita para esquerda, além disso os mangá não são coloridos. Porém, eu me encantei, tanto pelo traço que é fino, delicado e harmonioso quanto pela história em si que trata sobre o valor da amizade , do amor, e principalmente de saber que por mais que você tenha inúmeros problemas, você nunca estará sozinho. Foi incrível poder ler Orange, eu fiquei emocionada e cativada, com certeza pretendo ler mais mangás.

Bom galera, essas foram as minhas leituras de Setembro, espero que gostem.
- Beijos, Carol!






Oii galera, tudo bem com vocês? Hoje tem playlist no blog uhuuuuuuuuul e eu vou mostrar para vocês tudo que eu andei ouvindo durante o mês de Setembro, simbora comigo então :

1) Young - Frankie Cosmos , eu descobri essa música bem aleatoriamente mesmo, estava procurando playlist com músicas indies e eis que surge esse amor de música, bem calma, passa uma sensação de paz. 

2) Medo Bobo - Maiara e Maraisa, gente eu até gosto de sertanejo, mas eu curto o sertanejo universitário, mas me rendi a sofrência hahahahaha e fiquei apaixonada por essa música da Maiara e Maraisa, é a minha favorita delas.

3) Fantasy - Alina Baraz e Galimatias, outra música que eu encontrei do nada e já amei, tem uns arranjos diferentes , nem sei explicar, mas escutem e vocês irão entender do que eu estou falando.

4) Save Me - Listenbee, essa já é mais eletrônica, mas um eletrônico leve, e eu amo ficar ouvindo essa música , estou viciada nela hahahahaha.

5) Runaways - Twocolors, e para finalizar mais uma que eu acho que é um eletrônico mais leve (não sei definir esse ritmos gente, me desculpa hahahahahah).



Então galera, essa foi minha playlist de Setembro, eu espero que vocês gostem.- Beijos, Carol!




Título: As Letras do Amor

Autora: Paula Ottoni

Editora: Novo Conceito

Páginas: 224

Ano: 2016

Sinopse: Bianca acabou de largar um curso de graduação de que não gostava, seus pais vão se divorciar e seus irmãos pequenos estão cada dia mais barulhentos. A oportunidade perfeita de escapar surge quando seu namorado, Miguel, resolve ir a Roma abrir uma empresa para o pai. Bianca decide que aprender italiano, arrumar um trabalho temporário e ajudar Miguel em seu negócio será um bom começo. O que parecia um sonho, porém, torna-se uma incerteza ainda maior quando Miguel fica sempre fora de casa, os empregos de Bianca não duram mais que uma semana, e, cada dia mais próxima de Enzo – o melhor amigo de Miguel, com quem moram –, ela começa a questionar seus sentimentos.

*livro recebido em parceria com a editora.

Oii galera, hoje tem resenha de livro amorzinho no blog , e eu estou falando do livro "As letras do amor" da Paula Ottoni, que eu recebi de parceria com a Editora Novo Conceito, na obra vamos conhecer a história da Bianca, uma jovem que decide mudar radicalmente de vida quando o seu namorado Miguel resolve ir para Roma passar 6 meses para abrir uma nova empresa no nome de seu pai, a jovem resolve ir com ele já que a sua vida no Brasil está toda bagunçada: ela faz um curso do qual não gosta, seus pais não param de brigar e tudo indica que irão se divorciar, além disso seus irmãos mais novos não param de atormenta-lá. Roma parece ser a oportunidade perfeita para fugir de todo o caos da sua vida e ela decide partir com Miguel nessa nova aventura. Inicialmente tudo está ocorrendo bem, porém com o tempo Miguel passa a se dedicar cada vez mais ao trabalho e Bianca acaba se sentindo sozinha, sem falar que ela não consegue se manter em nenhum emprego, ela acaba então buscando apoio em Enzo que é amigo de Miguel e com quem moram juntos , é nesse momento que ela começa a rever seus sentimentos e a questionar o que ela sente tanto por Miguel como por Enzo.

"Porque a gente até pode ficar atraída pelo físico, mas, quando se descobre que o que há por dentro daquela pessoa é o que você quer, a sensação é completamente diferente."

Bianca, é uma jovem decidida e que sempre está em busca dos seus sonhos, sua vida começa a mudar quando ela parte em busca de novas experiências em Roma junto com o seu namorado, que até então tem sido o garoto perfeito. Mas, não demora muito até que a sua "nova" vida começa a se desequilibrar: Miguel começa a trabalhar muito tempo e não dá a ela nenhuma atenção, ele começa a ir em festas sozinhos, ela não consegue se manter em nenhum emprego por muito tempo e para finalizar ela começa a desenvolver sentimentos por Enzo que acaba se tornando mais do que um grande amigo.

É nesse conflito de sentimentos que iremos acompanhar o desenrolar da história e como a nossa protagonista vai resolver essa bagunça toda, no decorrer da trama a autora trata de vários temas como a problemas familiares, traição e amizades. Apesar de ser aquele clichê que conhecemos de romance, é uma história bem desenvolvida e a escrita da Paula me conquistou, sem falar que em cada início de capítulo vêm com uma sugestão de música para se ouvir enquanto realiza a leitura <3

"As letras do amor" é aquele romance gostoso de se ler, bem escrito e com uma trama leve, é aquele tipo de livro para ser ler depois de ter lido algo mais pesado, eu fiquei encantada com a história que trata de amor, amizades, incertezas e recomeços com tanta leveza e sinceridade, com certeza quero ler mais obras da Paula.

"- Você acha muito difícil achar alguém que valha a pena? - Prossigo com o assunto. Já que começamos, preciso descobrir o que se passa dentro da cabeça dele.
Enzo dá de ombros, as mãos no bolsos.
- Acho que tudo depende da sorte de encontrar alguém que combina com você. Há bilhões de pessoas no mundo, mas parece que podemos nos dar bem com apenas algumas poucas, e elas nem sempre cruzam o nosso caminho. - Ele me olha de relance, então continua encarando a rua. - E, às vezes, quando achamos essas pessoas, elas não estão disponíveis para nós."




Espero que gostem da resenha.
- Beijos, Carol!






Título: Viva a/à Poesia

Autor: Jean Carlo Barusso 

Editora: Madre Pérola

Páginas: 112

Ano: 2016

Sinopse: Jean Carlo Barusso é uma eterna obra de arte inconclusa. Vaga pelo mundo correndo atrás de seus mais altos sonhos, aprimorando cada vez mais seus conhecimentos e técnicas, ao mesmo tempo em que se encanta sempre que um novo questionamento vem à tona. Amante de todas as formas de arte, este jovem escritor já perambulou pela música, pelas artes plásticas e agora encontra-se imerso na arte da escrita. Dentro desta obra encontra-se grande parte desse poeta, músico, e, particularmente, grande amigo. Se para Jean a publicação é a realização de um sonho, para quem o viu surgir, é uma amostra do resultado de um esforço sem igual, daqueles que só quem acredita mesmo em uma causa se submeteria. Lembro-me de diversas discussões em que ele defendia intensamente seus sonhos, enquanto eu, no meu excesso de ponderação, adicionava um novo “e se” a cada situação que ele imaginava. Realização pessoal para quem o escreveu, este livro é, por outro lado, uma grande lição para quem acompanhou todo o processo de produção dele. Uma lição expressa na clássica frase do autor: “Nada vai dar certo se você ficar pensando: “E se?” Daniel Sartori, músico.

Oii galera, enfim voltei, estou meio sumida do blog, mas estou tentando me organizar (sou meio desorganizada) , mas vim aqui hoje pra falar de um livro tão lindo, encantador, repleto de sentimento e emoção, estou falando de "Viva a/à Poesia" do autor Jean Carlo Barusso, eu recebi esse livro de parceria com o autor e gente que amor de livro, sou apaixonada por poesia e com toda a certeza o Jean já entrou para a minha lista de autores favoritos desse gênero.

Lema

Conhecer
O desconhecido
Redescobrir
O esquecido

O livro contará com poesias dos mais diversos temas e formas, desde de pequenos versinhos até a sonetos, e essa diversidade me agradou bastante, já que deixa o livro mais dinâmico e não fica preso em um padrão. E os temas são bem diversificados também, eu fiquei encantada com a forma que o Jean tenta retratar os sentimentos através de palavras, é poético, é metafórico , é lindo.

Sempre

Eu sempre 
Me entrego 
Sempre erro
Nunca nego
Nem nunca
Me desespero 
Faço sempre 
O que quero 

Sou apaixonada por poesias, e tentei ler o mais devagar possível, tentando absorver cada palavra, cada verso e cada estrofe. E, quando terminei, queria mais, se essa era a proposta do escritor deixar o leitor "com gostinho de quero mais" ele então atingiu seu propósito com êxito.

Viva a/à Poesia me deixou apaixonada, encantada, nostálgica ..... são inúmeros adjetivos que eu poderia colocar aqui e mesmo assim não seria suficiente para explicar a grandiosidade da obra e tudo o que ela provocou em mim. Para quem assim como eu ama poesia esse livro vai cair como uma luva então, eu indico muito, muito mesmo. E, espero que o Jean faça mais obras e compartilhe elas com o mundo, ele é incrível, foi uma honra poder ler o livro dele, gratidão define.

(des)encontros

Neste mundo
De desencontros
De gente que 
Não sabe viver
Pra se encontrar
Tem que se perder



Espero que gostem da resenha.
- Beijos, Carol!


Oii galera, olha eu de volta aqui com as leituras de Agosto, não li tantos livros igual em julho, mas foram leituras legais e vou contar um pouco pra vocês sobre cada livrinho lido:

O Ano em que te Conheci da Cecelia Ahern, recebi esse livro de parceria com a Editora Novo Conceito e foi o meu primeiro contato com a autora e eu amei , um livro que nos passa várias lições de vida, com uma história cativante, Aqui conheceremos a história de Jasmine e Matt, dois vizinhos diferentes e que não se suportam, mas que devido algumas circunstâncias começam a se ver e conviver diariamente e é através disso que eles irão rever tudo o que eles fizeram na vida e começar um processo de tentar ser alguém melhor.Esse livro me conquistou com essa premissa e li bem rápido, fiquei encantada com a escrita da autora.(Resenha)

Um Caso Perdido da Colleen Hoover, gente eu sou apaixonada em New Adult e fiquei me perguntando o porquê de não ter lido esse livro antes, o que mais me chamou a atenção é que aqui não tem nada de clichê, a Colleen criou uma história com personagens problemáticos e explorou temas diferenciados que eu particularmente não estou acostumada a ver em um livro desse gênero, além disso o livro tem váriaaaas reviravoltas. Aqui, conheceremos um pouco da vida de Sky, ela é uma adolescente que vive com sua mãe adotiva e nunca se apaixonou por ninguém, sua vida começa a mudar quando ela entra no colégio (ela sempre estudou em casa) e conhece Holder, um menino misterioso que ao mesmo tempo que a encanta desperta nela caláfrios, Holder esconde alguma coisa, mas Sky também, e juntos eles descobrirão que alguns segredos podem ser devastadores. Eu gostei muito, muito, muito, com certeza eu preciso ler mais coisas da autora, eu fiquei tão empolgada com esse livro que li em um dia e meio.(Resenha)

Os Assassinos do Cartão-Postal do James Patterson e Liza Marklund, tá aí minha decepção do mês, estava tão animada pra ler um suspense daqueles cheio de ação e com mistério que prendem a gente de uma maneira que você não quer largar de jeito nenhum sabe?! Mas , pra mim esse livro não funcionou, acho que foi porque logo no início já sabemos que é o assassino e a história basicamente fica no lema do personagem principal tentando capturar os assassinos e estes tentando fugir da polícia, além disso o motivo pelo qual eles praticavam o crime não me covenceu, uma pena eu não ter gostado, porém faz parte da nossa vida de leitor hahahaha.(Resenha)

A Lista Negra da Jennifer Brown, e pra fechar o mês bem, eu li o maravilhoso A Lista Negra e gente que história viu: forte, intensa, sensível e dramática, eu me envolvi muito com a protagonista e igual eu disse na resenha eu tinha vontade de entrar no livro e dizer que estava do lado dela e que ela não estava sozinha, uma história incrível. Nesse livro conheceremos a Val que tem sua vida drasticamente mudada quando o seu namorado Nick realiza um massacre na escola em que eles estudam, ele só para de atirar nos alunos quando atinge a Val se suicidando logo em seguida, o problema é que o que motivou esse massacre foi uma lista que eles criaram com os nomes de todas as pessoas que praticavam bullying com os dois, e a trama será na nossa protagonista enfrentando todo esse caos, já que alguns a consideram culpada e outros acham que ela também é uma vítima, então a escritora vai trabalhar em cima dessa situação de readaptação, bullying, insegurança e solidão. Triste, porém nos passa uma mensagem linda de superação e recomeços, recomendo muito.(Resenha)



Bom galera, essas foram as minhas leituras de Agosto, espero que gostem.
- Beijos, Carol!









Oii galera, na verdade o Book Haul de Agosto é de Julho, eu acabei esquecendo de mostrar dois livros que chegaram para mim bem no finalzinho do mês,daí acabei achando que tinha recebido em Agosto hahahaha. E esses dois livros recebidos foram de parceria com a Editora Novo Conceito, e já tem resenha de ambos no blog:


Sérgio Moro: O Homem, O Juiz e o Brasil do Luiz Scarpino, solicitei esse livro com a editora, pois queria poder entender tudo o que vem acontecendo no nosso país e saber como isso pode nos afetar, e o livro foi bastante esclarecedor com relação ao assunto, além de ter uma linguagem super fácil de compreender, indico muito para quem tem interesse no tema. 

O Ano em que te Conheci da Cecelia Ahern, gente eu nunca tinha lido nada da autora e tinha muito curiosidade já que o pessoal comenta bem dela, então tive a oportunidade de solicitar esse livro, e comecei com o "pé direito" eu amei a história,o desenvolvimento e a escrita da autora, ela traz ao leitor um enredo envolvente tratando sobre assuntos como superações e a importância de se redescobrir, com certeza pretendo ler mais livro da Cecelia. 

Bom galera, como eu disse, esses livros eram para estar no Book Haul de Julho e eu acabei fazendo confusão, porque em Agosto eu não comprei e nem recebi nada, mas pelo menos eu atualizei vocês aqui, espero que gostem das minhas aquisições :)

- Beijos, Carol!






Oii galera, vim com mais uma playlist do mês para vocês (como sempre estou atrasada hahahahaha) e durante agosto ouvi muita coisa legal e quase todas as músicas dessa playlist são nacionais: 

1) Quem me dera eu te encontrar -  Ari Acustico part. Dom R, Play, Duvale e Tiankris , ai gente to nessa vibe de músicas mais rap ou reggae sei lá o que é hahahaha mas sendo romântica (e me deixando na bad hahahahaa) eu já gosto, e essa música é bem desse jeito e tem uma letra bonitinha com um arranjo gostoso de ouvir.

2) Libra - A Banca 021 , com certeza já é uma das minhas músicas favorita, estou viciada, escuto todo dia, foi amor a primeira "ouvida", se deixar escuto ela o dia inteiro <3 

3) Tudo o que ela quer - 3030 , o mais legal dessa playlist é que todas as músicas que eu estou colocando são de bandas que eu não conhecia e o melhor ainda é ser nacional, e não é diferente com a banda 3030 que eu não conhecia e acabei gostando muito das músicas, e essa é mais um rap mesmo.

4) Vai lá - 3030 , eu gostei tanto da banda que vou colocar mais uma música deles, e se vocês perceberam tem o mesmo estilo da anterior, a diferença é que essa é um poquinho mais lenta que a outra.

5) Alaska - Maggie Rogers , mudando totalmente de ritmo hahahaha eu amei essa música, ela é bem tranquila e traz uma sensação de paz, e a voz da cantora é bem calma o que combina bastante.


Então galera, essa foi minha playlist de Agosto, eu espero que vocês gostem.
- Beijos, Carol!






Título: A Lista Negra

Autora: Jennifer Brown 

Editora: Gutenberg 

Páginas: 272

Ano: 2012

Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas.

Oii galera, a resenha de hoje é de mais um livro "famosinho" que todo mundo leu menos eu hahahahah, bom mas enfim após um tempão na minha estante (acho que mais de um ano) eu li "A Lista Negra", um livro que me encantou e me passou mensagens que levarei para sempre comigo, porque às vezes os livros tem esse poder de nos marcar e nos fazer ser uma pessoa melhor, alguém diferente, e no final é isso que importa, sermos sempre melhor para nós mesmos e para o mundo.

O livro contará a história de Valerie, uma jovem que tem sua vida completamente transformada quando seu namorado Nick resolve abrir fogo contra a sua escola, matando vários alunos, ele só para de atirar quando atinge acidentalmente a Val e logo em seguida acaba cometendo suicídio. No entanto, o que marcará para sempre a vida da protagonista é que seu namorado só tomou essa atitude por conta de uma lista que ambos criaram com o nome de todas as pessoas que praticavam bullying com eles, a chamada lista negra. Nesse enredo acompanharemos como será a vida de Valeria após esse trágico acidente, já que todos ficaram sabendo dessa lista: alguns acham que ela é inocente e foi uma vítima do próprio namorado, já outros a consideram uma assassina e que deve ser responsabilizada pelo acidente, mas o mais importante é o que a própria Val acha disso tudo e como continuar com a vida depois dessa tragédia.

"A lista foi ideia minha. Não queria que ninguém morresse. Não queria ser uma heroína. Será que, algum dia, você vai me perdoar?"

A trama começa com trechos do jornal narrando o massacre e vai intercalando com trechos no passado do dia do acidente e com a Valéria narrando em primeira pessoa como está tentando seguir com a vida, a autora abordar a história dessas três formas coloca o leitor dentro de todo o drama vivido pelos personagens e traz um ritmo ao livro, apesar de ser um livro curtinho, a autora soube passar sua mensagem e trabalhar muito bem em cima do tema bulliyng e como isso afeta as pessoas. Além disso, ela fala muito sobre como a relação familiar é importante para a vida de uma pessoa, e foi muito interessante ela fazer esse paralelo e trazer esse aspecto, já que na maioria dos livros que tratam sobre esse tema nós não temos essa parte familiar tão presente.

Foi incrível poder acompanhar a Val e sentir tudo o que ela sentia: angústia, tristeza, medo, insegurança e solidão, e entender os motivos que a fizeram criar a lista e como foi sua relação com Nick. Em alguns momentos eu fiquei tão comovida com tudo o que era contado que tinha vontade de entrar na história e poder ser amiga dela, dar todo o apoio que ela precisava, dizendo que tudo ficaria bem e que ela nunca estaria sozinha. Eu já passei por alguns episódios de bullying e sei como isso é triste e doloroso para quem é vítima, então isso me deixou ainda mais conectada com a história.

"As pessoas fazem isso o tempo todo - acham que "sabem" o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida."

"A Lista Negra" é um livro que com certeza já é um dos meus favoritos do ano, e a autora conseguiu maravilhosamente bem transmitir sua  mensagem de que o  bullying é coisa séria e de que muitas vezes tudo o que precisamos é de amigos em quem possamos confiar, e que comentários "maldosos" de outras pessoas podem sim afetar uma pessoa e deixar marcas profundas em seu ser. Chega de apontar defeitos e de sempre rebaixar alguém, vamos tentar todos os dias ser o nosso melhor. Mais amor e menos rancor, o mundo precisa disso, nós precisamos disso. E só mais uma coisa que eu quero pedir: se você não leu esse livro, leia!

"O tempo nunca acaba. Como sempre há tempo para a dor, também sempre há tempo para a cura. É claro que há."



Espero que gostem da resenha.
- Beijos, Carol!





Título: Os Assassinos do Cartão-Postal

Autores: James Patterson e Liza Marklund

Editora: Arqueiro 

Páginas: 304

Ano: 2014

Sinopse: Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Frankfurt e Estolcomo. Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueca Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.

Oii galera, para quem não sabe sou apaixonada por livros de ação, suspense e mistério, e quando achei esse livro baratinho nas Americanas não tive dúvidas de que eu precisava ler, ainda mais por falar na capa que esse é o autor de suspense mais vendido no mundo, então não podia ficar perdendo tempo. Mas, infelizmente achei bem fraquinho o livro, me decepcionei. "Os Assassinos do Cartão-Postal" irá contar a história do detetive Jacob que após ter sua filha assassinada por um serial killer e sem solução para o caso, decide sozinho tentar solucionar o mistério que tem como única pista cartões-postais.

"– Eu estou perseguindo esses filhos da puta há seis meses – disse ele, quase baixo demais para ser escutado. – Ninguém sabe mais sobre eles do que eu."

Jacob é um detetive da divisão de homicídio americana que tem sua vida devastada quando sua filha e o namorado são brutalmente assassinados,  e a única coisa que se sabe é que os assassinos enviam cartões-postais aos jornais locais antes de cometerem os atos violentos. Na trama eles começam um rastro de morte pela Europa e Jacob está disposto a fazer qualquer coisa para capturar os responsáveis pela morte da sua filha. Ele se junta então a Dessie, uma jornalista de Estocolmo que acaba de receber um carta com supostas dicas do próximo assassinato, a partir desse ponto a história se desenvolve.

Comecei a ler o livro bem empolgada, querendo bastante suspense e reviravoltas, mas no decorrer da leitura não percebi nada de excepcional ou fabuloso, o enredo é bem simples e logo nos primeiros capítulos já sabemos que são os assassinos, o restante será mostrando o motivo deles cometeram tais atos e Jacob e Dessie tentando capturá-los. O que foi negativo no livro na minha opinião é que o motivo pelos quais os crimes eram cometidos me pareceu bem fraco, tem até uma certa lógica com a história, só que poderia ser melhor trabalhado e desenvolvido, além disso acredito que se houvesse um mistério maior em que era os assassinos isso daria mais ação a história.

Com relação a linguagem é narrado em terceira pessoa, com capítulos curtos narrando as situações que acontecem com os protagonistas: Dessie e Jacob. Apesar de não ter gostado tanto do livro, admito que li bem rápido pois apesar dos contras a leitura tem um certo ritmo que faz o leitor terminar rapidamente. 

"Os assassinos do cartão-postal" é um livro mais de ação do que propriamente suspense, se você for igual eu e ler esse livro esperando suspense e reviravoltas creio que irá se sentir decepcionado, porque esse não é a questão, aqui temos uma trama mais relacionada à um jogo de gato e rato, os heróis contra os vilões, um jogo contra o tempo para pegar os malfeitores.

"- Você está falando sobre princípios. Eu estou falando sobre salvar vidas. Se você fizer isso direito, vai conseguir quebrar o padrão deles e é exatamente isso que precisamos."




Espero que gostem da resenha.
- Beijos,Carol!




Título: Um Caso Perdido

Autora: Colleen Hoover

Editora: Galera Record

Páginas: 384

Ano: 2014

Sinopse: Sky cataloga garotos como sabores de sorvete. Alguns são baunilha, outros um pouco mais ousados. Mas nenhum a empolga. Em seu último ano de escola, conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.

Oii galera, a resenha de hoje é de um dos livros que quando foi lançado era super comentado (e ainda é) e eu fiquei louca pra comprar, mas acabei comprando no ano passado e só em agosto é que fui ler, e fiquei pensando "por que não li esse livro antes?" . "Um caso perdido" é um new adult que contará a história de Sky uma adolescente que nunca se sentiu atraída por nenhum menino, mas que tem sua vida totalmente mudada quando conhece Holder um jovem que ao mesmo tempo que a encanta consegue despertar medo nela.

"Uma das coisas que amo nos livros é que eles conseguem definir e condensar certos momentos da vida de um personagem em capítulos. É intrigante, pois na vida real é impossível fazer isso. Não dá para terminar um capítulo, pular as coisas pelas quais a pessoa não quer passar e simplesmente começar um capítulo que melhor se encaixa na sua vontade."

No livro conheceremos a vida de Sky, ela vive com a sua mãe adotitiva e não se lembra dos seus verdadeiros pais e nem o motivo de ter sido abandonada por eles, sua mãe Karen, é totalmente contra a tecnologia e não deixa Sky ter nenhum equipamento eletrônico, nada de computador ou celular, além disso ela estuda em casa. Porém,após muita insistência, Karen resolve deixar a filha terminar os estudos na escola local, e a partir dessa "nova" vida é que a história vai se desenrolar.

Após o primeiro dia de aula na nova escola, Sky acaba conhecendo Holder, um jovem lindo e bastante misterioso, que a aborda do nada fazendo algumas perguntas estranhas, que a fazem ficar confusa. Com o passar dos dias ela acaba encontrando com ele novamente ao acaso e eles acabam se envolvendo, porém ambos parecem guardar segredos obscuros que se forem contados poderá mudar completamente suas vidas.

Enquanto estava no início do livro, estava achando legal, nada de mais, mas gente do céu quando chega um pouco mais da metade do livro acontece tantas reviravoltas que eu fiquei passada, não conseguia para de ler até saber qual seria o desfecho, e eu pensando que seria um new adult clichê (sabe de nada inocente! hahaha). Colleen nos trouxe um livro que vai tratar sobre temas beeem complicados e que o leitor só terá conhecimento sobre o que se trata no meio da história, além disso, isso é passado com muito drama e até mesmo uma certa complexidade.

O livro foi muito bem escrito sendo que foi bem fácil me imaginar na história, enrendo bem construído e personagens bem caracterizados, a narrativa é em primeira pessoa sob o ponto de vista da protagonista. A história ainda conta com alguns flashbacks para o leitor tentar juntar as peças do quebra-cabeça e entender o que aconteceu antes da Sky ser adotada, não posso falar muito, pois se não posso acabar dando algum spoiler e quanto menos vocês souberam da história mais ficarão surpresos.

"Um caso perdido" é um new adult que trata sobre perdas, inseguranças, redescobertas e também sobre feridas e traumas, é um livro incrível que nos mostra o poder do amor e como ele pode ser transformador, para quem gosta desse gênero vai agora ler esse livro, sério gente, é uma história incrível e dramática, e não vão pensando que é um clichê igual aos vários que vemos por aí, lhe garanto que é muito mais do que isso, se preparem.

"Não vou ficar desejando uma vida perfeita. As coisas que nos derrubam são testes, e esses testes nos forçam a escolher entre desistir, ficar caída no chão ou sacudir a poeira e se levantar com ainda mais firmeza que antes. Estou escolhendo me levantar com mais firmeza. Provavelmente vou ser derrubada mais algumas vezes antes da vida se cansar de mim, mas garanto que nunca vou ficar caída no chão."




Espero que gostem da resenha.
- Beijos, Carol!