Oii galera, hoje trouxe pra vocês uma tag que a fofa da Clarisse do blog Mundo Lunar me indicou já faz um tempinho, mas hoje eu resolvi responder (antes tarde do que nunca né hahaha) , então vamos começar: 


Regras:

Essa TAG é para blogs iniciantes com menos de 200 seguidores. Como funciona:
* Escrever 11 fatos sobre você
* Responder as perguntas de quem te indicou
* Indicar de 11 a 20 blogs com menos de 200 seguidores
* Fazer 11 perguntas para os blogs indicados
* Colocar a imagem que mostre o selo da Liebster Award
* Linkar quem te indicou

11 fatos sobre mim:

1. Eu às vezes procuro spoilers sobre algum livro ou série e depois fico triste de ter achado hahaha.
2. Eu preciso sempre escutar músicas novas, porque se não começo a ficar estressada com as músicas que já tenho.
3. Eu amo sair para festas/balada.
4. Eu já joguei vôlei e até participei de alguns campeonatos regionais.
5. Eu já fiz teatro e cheguei a encenar duas peças em escolas e alguns teatros, nada muito grande.
6. Eu tenho vontade de morar em outro país.
7. Eu amo dormir.
8. Eu sei tocar violão
9. Eu tenho muita vontade de ir em festivais de músicas como Rock in Rio e Lollapalooza, deve ser tudo de bom né.
10. Eu assisto muitas séries e estou com quase todas atrasadas e sempre estou colocando uma série nova pra assistir.
11. Alguns gêneros literários eu não tenho vontade de ler porque já tenho a certeza de que não irei gostar, mesmo não tendo lendo nada ainda.

Perguntas que foram feitas pra eu responder:

1. Se você pudesse se descrever com uma musica, qual seria?
No momento, uma música que me define é Home da Gabrielle Aplin.
2. Quais suas metas pra 2016 em relação ao Blog?
Esse ano, minhas metas para o blog é estar atualizando pelo menos três vezes por semana e sempre trazendo conteúdos diversificados. Como consegui duas parcerias com editoras, pretendo sempre estar falando dos lançamentos e trazer resenhas dos livros lançados/solicitados.
3. Qual seu blog favorito dentre todos?
Eu sigo vários blog e não tenho um favorito, cada blog tem seu jeitinho.
4. Você tem ou pensa em fazer alguma tatuagem? Como seria?
Eu não tenho nenhuma tatuagem, mas morro de vontade de fazer uma, mas tenho medo por causa da dor hahaha então não sei se teria coragem, mas se fosse pra eu tatuar algo seria uma frase: Free your soul (Liberte sua alma) que é uma frase com um significado especial pra mim ou seria símbolos que são importantes que fazem parte da minha vida.
5. Quais séries você acompanha?
Eu acompanho The Vampire Diares, Pretty Little Liars, Orange is The New Black, Gossip Girl, New Girl, The Walking Dead, True Blood, American Horror Story e Resurrection, ufa acho que não esqueci de nenhuma hahaha.
6. De onde surgiu o nome do blog?
Por incrível que pareça foi meio que do nada, pois eu queria um nome relacionado a livros e eis que surgiu na minha cabeça Entre Histórias, eu amo esse nome <3
7. Que acontecimento te deixou mais feliz esse ano?
Muitas coisas me deixaram feliz já em 2016, mas o que eu mais fiquei feliz foi de ter conseguido parceria com as editoras Novo Conceito e Chiado.
8. Tem alguma mania?
Eu tenho mania de sempre ficar procurando traduções das músicas internacionais que eu escuto, eu sempre faço isso, muitas vezes antes de ter a música no meu celular eu olho a tradução dela, não sei se isso é uma mania, mas eu considero como uma.
9. Se você pudesse ter escolhido seu nome, qual seria?
Nossa, eu já quis ter vários nomes tipo Paloma e Maria Clara, mas hoje em dia eu gosto do meu nome e não escolheria outro não.
10. Há quanto tempo você tem o blog?
O blog mesmo vai fazer 4 meses é ainda um bebezinho hahaha porque eu comecei com o instagram que já tem 1 ano.
11. Onde você gostaria de morar?
Bom, eu queria morar em outro país tipo Estados Unidos, Noruega ou Canadá algo do tipo.

Blogs indicados:


Perguntas para responderem:1. Por que você escolheu esse nome para o blog?2. Qual cantor ou banda que você mais gosta?3. Qual o gênero literário que você mais gosta?4. Qual sua série preferida?5. Quais são seus sonhos ou metas?6. O que você não fica sem?7. Qual lugar que você tem vontade de conhecer?8. Qual frase te representa?9. Qual livro que todo mundo gosta menos você?10. Que tipo de mania você tem?11. Quais suas metas para o blog?

Bom galera, essa foi a TAG espero que tenham gostado, foi um jeito de vocês me conhecerem mais um pouco.
- Beijos, Carol!









Categorias:

Título: Preciso te contar um segredo

Autor: M. S. Alvez

Editora: Chiado

Ano: 2015

Páginas: 168

Sinopse: Em uma viagem pela juventude atual, "Preciso te contar um segredo" mostra a ideia de vida pela perspectiva do protagonista Bruno. Um garoto vivendo exposto às drogas, mas que foi diagnosticado com meduloblastoma – um tumor nas células neurais – tendo seu tempo de vida encurtado drasticamente. O livro apresenta, de forma implícita, como boa parte dos jovens têm noção de suas inconsequências, mas, mesmo assim estão dispostos a pagar por estas. Junto ao seu amigo Marcel, Bruno faz o possível para tirar algum proveito dessa desventura. 
*livro cedido em parceria com a editora

Oii galera, a resenha de hoje é do primeiro livro que recebi de parceria com a Editora Chiado, foi eu quem solicitei esse livro à editora depois de ler a sinopse.
"Preciso te contar um segredo" vai contar a história de Bruno, um adolescente que após descobrir que está com câncer em estado terminal resolve fazer de tudo para aproveitar os seus últimos dias de vida, porém ele resolve tomar atitudes inconsequentes e imaturas que refletirão diretamente na sua vida e na de todos ao seu redor.

"A meta que eu tracei para minha vida é bem simples: viver para ser lembrado sem esquecer-me da felicidade."

O livro nos apresenta de forma sincera, forte e realista como as escolhas que fazemos podem trazer diversas consequências. Bruno junto com seu amigo Marcel resolve fazer todos os tipos de loucura possíveis para aproveitar o restante da sua vida e isso envolve muita droga, sexo, novas amizades e muitas loucuras, tudo que Bruno sempre quis fazer e não tinha coragem até agora.

A escrita do M. S. Alves, foi uma surpresa para mim, pois o livro é narrado em primeira pessoa na perspectiva do protagonista e nas partes em que ele estava sob efeito de drogas a leitura era confusa com passagens desconexas que justamente refletiam o estado do personagem, achei muito inteligente fazer isso deixando a leitura mais próxima do real, a leitura fluiu super bem tanto que li o livro em um dia.

"Preciso te contar um segredo" é mais do que um drama qualquer, o autor nos mostra como a vida de alguém pode se transformar diante de determinadas circunstâncias e como isso afeta todos ao seu redor, que estamos suscetíveis à coisas boas ou ruins o que nos diferencia é que depende de cada um fazer as escolhas certas, somos os únicos responsáveis por nossas decisões. Esse não é um livro pra te fazer chorar ou algo do tipo, ele vai mais a fundo, seu foco é nos fazer refletir, mostrar como a vida é curta e que devemos aproveitar ao máximo, mas com sabedoria e inteligência.

"Um fato injusto sobre a vida é que nunca dá tempo de você fazer tudo o que quer. Por mais que você leve uma vida plena e feliz, sempre vai haver algo que você queira fazer, mas morra sem o fazer."



Espero que tenham gostado da resenha.
- Beijos, Carol!




Oii galera, dezembro foi um mês bem produtivo, fiz ótimas leituras e li bem mais do que no mês anterior, eu li num total 6 livros, então vamos conferir quais foram as minhas leituras:




Histórias em retalhos da Nina B. Prescott, comecei o mês lendo esse livro que eu recebi de parceria com a autora e foi uma leitura bem diferente do que eu estou acostumada, pois se trata de um livro de contos e poesias que busca retratar o amor em suas diversas faces e formas. O livro me encantou por sua simplicidade e ao mesmo tempo emoção, amei a leitura e li em poucas horas.(resenha)


Segunda chance do Ademir Garcia, esse livro foi bem conflituoso de se ler, pois vai contar a história de várias personagens que tem algo em comum: a vontade de recomeçar a vida, o desejo de ter uma segunda chance. Acompanhamos então a vida dessas personagens e as escolhas que elas fazem ao longo da trama. Foi o tipo de leitura que me fazia questionar as decisões de alguns personagens, apoiar outros e odiar alguns, por isso, digo que foi um livro bem conflituoso em que foi difícil manter uma opinião formada durante a leitura, estou super ansiosa pela continuação para ver o rumo que a história vai tomar.(resenha)


Não conte a ninguém do Harlan Coben, eu estava com altas expectativas tanto com o livro quanto com o escritor, pois só vejo comentários positivos com relação aos livros dele, então resolvi aproveitar a Black Friday para comprar "Não conte a ninguém". Esse livro basicamente vai contar a história de Dr. David que perde sua esposa Elizabeth de forma horrível: ela foi assassinada de forma brutal por um serial killer. Após oito anos da morte de sua esposa ele começa a receber e-mails que somente Elizabeth poderia enviar, então ele questiona tudo o que sabe sobre a morte de sua mulher e parte em uma jornada em busca da verdadeira história do que realmente aconteceu naquele dia. Foi um livro legal de se ler, confesso que esperava um pouco mais, porém pra quem gosta de suspense, ação e reviravoltas provavelmente irá curtir esse livro, mas não leia com altas expectativas.(resenha)


Primeiras Impressões da LRDO, outro livro que recebi de parceria com a autora, "Primeiras impressões" é uma adaptação do clássico "Orgulho e preconceito" da Jane Austen. Eu nunca li nada da Jane Austen, mas sei que ele é bem comentado. Então, ao ler "Primeiras impressões" a minha única certeza é que preciso ler "Orgulho e preconceito", pois eu amei o livro. Além disso, o que me encantou mais ainda foi a autora ter feito uma parte da história ambientada no Brasil, foi muito amor por esse livro, e recomendo muito se você gosta de romance com drama.(resenha)


Eu estive aqui, foi com certeza a melhor leitura do mês, a Gayle soube tratar de temas forte como depressão e suicídio de forma tão leve e ao mesmo tempo expressiva que a leitura foi incrível daquelas que te deixam uma lição de moral. O livro fala sobre Cody, uma jovem que tem sua vida mudada quando descobre que a melhor amiga cometeu suicídio e que resolve tentar descobrir o que levou a amiga a realizar determinado ato. A autora me fascinou com esse livro mostrando como superar o luto, se redescobrir e se entregar aos sentimentos.(resenha)


Sussurros ao luar da C. C. Hunter, essa foi minha última leitura do ano e fechei com chave de ouro, pois pra quem não sabe "Sussurros ao luar" é o quarto livro da saga Acampamento Shadow Falls que é minha saga amorzinho, esse ano pretendo ler o último livro. Essa saga fala sobre Kylie uma adolescente que é mandada pelos pais para um acampamento para jovens problemáticos, só que esse lugar é diferente dos outros, já que todos os adolescentes que ali estão são seres sobrenaturais como vampiros, fadas, lobisomens entre outros. Kylie inicialmente acha que está no lugar errado, mas com o decorrer do tempo percebe que também não é normal, então ela tenta descobrir o que é de verdade. Pra quem curte seres sobrenaturais, fantasia e romance vai se identificar muito com os livros da autora.


Então galera essas foram minhas leituras de dezembro, espero que tenham gostado.

- Beijos, Carol!




















Oii galera, tudo bem com vocês? Em novembro que foi o mês da Black Friday eu consegui me controlar bastante, mas em dezembro eu não consegui manter esse controle de comprar poucos livros e minha mãe falou pra eu escolher alguns livros na Amazon que ela iria me dar e também eu participei de uma amigo secreto literário em que eu recebi alguns mimos que vou mostrar pra vocês, então vamos conferir tudo que eu adquiri durante dezembro:


A garota certa da Ali Cronin, é a continuação da série "garota<3garoto" esse é o quinto livro, e eu comprei porque pretende concluir a série esse ano.


Eu e você da Ali Cronin, esse é o sexto e último livro da série "garota<3 garoto" uma série que comecei a ler no ano passado e quero muito saber qual será o desfecho das personagens, além disso eu amei essa capa <3.


Por lugares incríveis da Jennifer Niven, eu comprei esse livro por ter gostado da sinopse e ele estar sendo muito bem comentado, então eu me interessei bastante.


Vinte garotos no verão da Sarah Ockler, esse livro já faz um tempão que eu quero, mas sempre ficava adiando a compra até que finalmente comprei e já está sendo minha leitura atual. 


A lista negra da Jennifer Brown, quando eu vi a Pam comentando desse livro no canal dela no Youtube eu fiquei louca pra ter esse livro, mas sempre estava com um preço alto, até que dessa vez encontrei ele mais baratinho e resolvi comprar.


Eu estive aqui da Gayle Forman e Fazendo meu filme: A estréia de Fani da Paula Pimenta, eu recebi esses livros lindos do amigo secreto literário que eu participei. A Leo que me tirou foi uma linda e me enviou esse kit maravilhoso e uma cartinha bem fofa, eu amei tudo. Ps: "Eu estive aqui" eu já li e tem resenha no blog (resenha do livro aqui).


Espero que vocês tenham gostado do Book Haul de dezembro.
- Beijos, Carol!






Oii galera, até agora a ficha não caiu, conseguimos parceria com a Editora Novo Conceito uhuuuuuuuuul!!!! Quando eu vi o nome do Entre Histórias na lista eu não acreditei, a editora é uma das minhas favoritas, me belisca porque eu acho que estou sonhando hahaha. 


Sobre a editora:


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.

Jovem, mas com a maturidade e experiência necessárias para trilhar o caminho certo. Mais que editar livros, criamos um novo conceito.
Divulgamos ideias, publicamos conhecimento, lançamos autores e fazemos história, sempre preparados para atender e ouvir o público.
Foram vários títulos, grandes revelações, autores consagrados e muito sucesso. Nosso já diversificado mix de produtos foi ampliado com a chegada de livros de não ficção, que mostraram significativa repercussão e roteiros com casos reais de superação.
Assim como seu público, a Novo Conceito está sempre crescendo e se diversificando. Por isso, organizou seu catálogo em selos específicos para cada segmento.
É tempo de evoluir para viver novas histórias.
Espero que tenham gostado da novidade!
- Beijos, Carol!


Oii galera, a playlist de hoje é de tudo o que eu ouvi em dezembro, e digamos que foi uma playlist mais romântica hahahaha com uma única exceção, então vamos conferir:

1) Crazy - Gnarls Barkley, vamos começar com a única exceção da minha playlist romântica que é essa música mais animadinha e eu amo.


2) City of angels - Kathryn Dean, essa música eu conheci através da novela malhação, apesar de não acompanhar a novela, um dia estava assistindo e por acaso a música começou a tocar e eu já pesquisei e na mesma hora comecei a escutar hahaha.


3) Home - Gabrielle Aplin, gente que amor essa música e a voz da Gabi, o clipe é muito legal vale a pena dar uma conferida, eu estou apaixonada por essa música sério mesmo.


4) Let it all go - Birdy + Rhodes, outra música que eu estou apaixonada e viciada. Essa música é linda demais, apesar da letra falar em desapego, um relacionamento que não deu certo.


5) Quando bate aquela saudade - Rubel, e pra finalizar a música mais amorzinho dessa playlist e que é pra deixar qualquer um naquela deprê hahaha.




Espero que vocês tenham gostado da playlist.
- Beijos, Carol !






Oii galera, venho anunciar a mega novidade pra vocês, o Entre Histórias conseguiu a parceria com a primeira editora que é a Chiado uhuuuuuuuul hahaha, estou muito feliz por essa conquista, pois além de ser uma editora que publica autores nacionais que merecem reconhecimento, ela tem um catálogo incrível e eu não poderia deixar de mencionar o quanto eles são atenciosos, então vamos conhecer um pouco mais sobre a Chiado:
Editar livros não é o nosso trabalho, é a nossa paixão! Na Chiado Editora adoramos livros, os editados por nós e muitos editados por outros. E trabalhamos todos os dias para oferecer a cada Leitor o livro perfeito!
Chiado Editora é especializada na publicação de autores portugueses e brasileiros contemporâneos, sendo neste momento a maior editora em Portugal neste segmento, e uma das editoras em maior crescimento no Brasil. Em pouco mais de sete anos de existência, a Chiado Editora revolucionou o mercado do livro em língua portuguesa, editando mais de 1000 novos títulos por ano! Em virtude dos métodos inovadores de produção e distribuição que desenvolvemos, todos os livros publicados pela Chiado Editora estão, a todo o momento, disponíveis para todos os leitores, nas maiores redes livreiras de Portugal e do Brasil.
A política editorial seguida pela Chiado Editora visa democratizar o mundo editorial, gerando as melhores oportunidades para os Autores, e oferecendo aos Leitores excelentes obras, de variadíssimos gêneros, a um preço justo e sem preconceitos.
Dado o sucesso conquistado em Portugal e no Brasil, a Chiado Editora expandiu o seu trabalho para vários países, em várias línguas diferentes. Poderá descobrir as obras publicadas pelas nossas divisões internacionais através dos seus websites. A Chiado Editora publica igualmente na Alemanha, Bélgica, Espanha e América Latina, Estados Unidos da América, França, Luxemburgo, Irlanda e Reino Unido.
Convidamo-lo a descobrir os nossos livros. Temos sempre um livro que será um desafio para si. O nosso desafio é merecer que os nossos livros façam parte da sua vida.

*Mais informações da editora aqui / curta no Facebook Chiado Editora


Espero que tenham gostado da novidade.
- Beijos, Carol!



Título: Eu estive aqui

Autora: Gayle Forman

Editora: Arqueiro

Ano: 2015

Páginas: 240

Sinopse:Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

Oii galera, a resenha de hoje é sobre o livro "Eu estive aqui" da Gayle Forman, um livro que traz de forma sensivel temas forte como suicídio e depressão. Nele acompanhamos Cody, uma jovem que tem uma vida normal em uma cidade pequena, nada de extraordinário acontece com ela. Porém, tudo muda quando a sua melhor amiga Meg que mora em outra cidade comete suicídio, Cody fica arrasada e não entende o que motivou a atitude de Meg, já que elas eram melhores amigas e uma sabia tudo da outra, certo? Não, errado, Cody percebe que a amiga guardava segredos e tenta descobrir o que a levou a cometer o suicídio.

"Supostamente, eu era a melhor amiga dela, e não sabia nada disso, porque ela não me contou. Ela não me contou que achava a vida um sofrimento insuportável. Eu não fazia a menor ideia."

Quando os pais de Meg pedem a Cody para ir à Tacoma, recolher os pertences da amiga, ela descobre como era a verdadeira Meg: seus amigos, a festas que frequentava e como ela agia. Cody se vê em um novo mundo com uma nova Meg que ela achava que conhecia, e após ver que a amiga escondia arquivos criptografados no computador, Cody se une aos amigos de quarto de Meg para saber o que realmente aconteceu e sua vida dá uma reviravolta.

Gayle, soube fazer uma história incrível e abordar o suicídio, uma tema ainda com grandes tabus em nossa sociedade de forma sensível e emotiva para que o leitor em nenhum momento sentisse a leitura pesada ou tensa, além disso temas como o luto, ressentimento, depressão e redenção são retratados de forma libertadora, com uma narrativa em primeira pessoa e uma linguagem simples, porém forte e direta.

"Perdi alguém recentemente. Uma pessoa tão importante que é como se fosse parte de mim mesma tivesse morrido. E agora  não sei mais ser como antes. Ela era meu sol, e então meu sol se apagou."

A autora, nos mostra como seguir em frente apesar das perdas, a importância de estarmos perto de quem gostamos, como o amor pode ser um válvula de escape e que depressão e suicídio são assuntos sérios que merecem ser discutidos e enfrentados. "Eu estive aqui" é real, surpreendente e emocionante, um livro que tem de tudo um pouco drama, suspense e romance, uma bela história que merece ser lida.

“A vida pode ser difícil, bonita e caótica, mas, com um pouco de sorte, a sua será longa. Se for, você verá que é também imprevisível e que há momentos de escuridão. Mas eles passam, às vezes graças a muito apoio externo, e o túnel se alarga, permitindo que os raios de sol entrem. Se você estiver na escuridão, pode parecer que vai continuar nela para sempre. Tateando às cegas. Sozinho. Mas não vai – e não está sozinho.”




Espero que tenham gostado da resenha.
- Beijos, Carol!




Título: Primeiras impressões

Autora: LRDO

Editora: Kiron

Ano: 2014

Páginas: 304

Sinopse: Primeiras Impressões é uma adaptação moderna do clássico Orgulho e Preconceito de Jane Austen. O romance eterno de Lizzie e do Sr. Darcy é situado desta vez entre paisagens paradisíacas do Brasil e cenários surpreendentes dos Estados Unidos, em um relacionamento complexo entre uma carioca sarcástica e brilhante e um político americano de uma família conservadora.

Oii galera, hoje a resenha é do livro "primeiras impressões" uma adaptação moderna do livro "orgulho e preconceito" da Jane Austen, e depois de ler esse livro uma das certezas que tive é que quero ler "orgulho e preconceito" , pois amei esse.

O livro contará a história de Lizzie uma brasileira forte, independente, e inteligente e de Fred um americano que pretende ingressar na carreira política e que vem de uma família tradicional dos Estados Unidos. Ambos se conhecem quando ele vem com Charlie seu amigo para o Brasil, mais precisamente em Búzios. Como os pais de Lizzie são donos de várias pousadas na cidade eles acabam se encontrando e começa uma relação de amor e ódio entre ambos.

"Amar é ariscar-se. Entregar-se ao outro é como jogar na loteria. Há grandes chances de perder e ficar com o coração partido. Mas é melhor que nunca tentar, não é mesmo?"

Charlie, amigo de Fred acaba se apaixonando pela irmã de Lizzie , a Jane e com isso o nosso casal protagonista é obrigado a se aturar em meio a festas e passeios. Ambos são de mundos diferentes e isso reflete no modo como eles pensam e nas suas opiniões, o que geram muitas discussões entre os dois.

Apesar de serem diferentes, a atração que um sente pelo outro é inevitável e ao longo do livro vamos vendo como eles desenvolvem seus relacionamentos, os obstáculos enfrentados, o amadurecimento deles e como o ódio se transforma em amor. Falando em amadurecimento, isso foi algo que me encantou no livro, a autora mostra como as personagens vão se transformando ao longo da trama, sendo pessoas melhores, mas sem perder a essência.

Outro ponto interessante no livro, é que a autora foca também nos problemas enfrentados pelos personagens secundários, não é uma história que fica apenas no casal protagonista e isso foi algo que deixou o livro mais atrativo, pois em nenhum momento a leitura fica densa ou maçante. Além disso, a escrita da Laís é bem tranquila e fácil de ser entendida tendo uma narrativa em terceira pessoa.

Sendo assim, "primeiras impressões" foi um livro que me cativou pela sua simplicidade e mesmo sendo uma adaptação em nenhum momento faltou originalidade, com um cenário bem brasileiro e com referências e elogios a nossa própria cultura, a escritora me conquistou. Esse é um livro que agradará quem gosta de romance com personagens fortes e independentes e com personagens secundários tão cativantes quanto os principais.

"A decepção não é fruto somente da surpresa, mas também de expectativas não correspondidas. Acredito que este seja o verdadeiro problema do universo feminino: criamos os heróis, os príncipes, os deuses, e nos esquecemos de que todos os homens têm defeitos. Esta é uma regra absoluta. então, se nossa esperança é a de que o nosso pretendente seja perfeito, vamos nos decepcionar cem por cento das vezes, pois uma coisa é certa: ele nunca será."


Espero que tenham gostado da resenha.
- Beijos, Carol!


*livro cedido em parceria com o autor, muito obrigada!


Oii galera, hoje vim trazer pra vocês o primeiro top 10 do blog e como estamos em clima de ano novo, nada melhor do que mostrar para vocês quais foram as minhas 10 melhores leituras de 2015. Foi um ano bem produtivo em que descobri novos autores e fiz leituras maravilhosas. Bom, então chega de blablabla e vamos ao que interessa, só quero lembrar vocês que os livro estão em ordem de leituras.

1. Battle Royale, Koushun Takami
Sinopse: Em 1997, o jornalista e escritor japonês Koushun Takami sofreu uma grande decepção. O manuscrito de seu romance de estreia havia chegado à final do Japan Grand Prix Horror Novel, concurso literário voltado para a ficção de terror, mas acabou preterido. Não era para menos. Embora habituado a tramas assustadoras, o júri se alarmou com a história do jogo macabro entre adolescentes de uma mesma turma escolar que, confinados numa ilha, têm de matar uns aos outros até que reste apenas um sobrevivente. Detalhe: o organizador da sangrenta disputa é o próprio Estado japonês, imaginado pelo autor como uma totalitária República da Grande Ásia Oriental. O livro, intitulado 'Battle Royale', só seria lançado em 1999, espalhando um rastro de polêmica – vendeu mais de 1 milhão de exemplares e foi comentado no Japão inteiro. A repercussão foi tão intensa que apenas um ano depois já eram lançadas as adaptações da história para o cinema e para os mangás – mais tarde, viriam sequências tanto na tela grande como nos quadrinhos.
*Eu amei esse livro, dizem  que ele inspirou Jogos Vorazes, porém na minha opinião são bem diferentes a essência é a mesma. Battle Royale foi surpreendente e provocou em mim diversas emoções diferentes durante a leitura e apesar de ter mais de 600 páginas isso não foi um problema, eu amei tudo nesse livro, um dos melhores com certeza. (resenha)

2. Mentirosos, E. Lockhart
Sinopse:Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais. Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu. 'Mentirosos' é um suspense moderno e sofisticado, impossível de largar até que todos seus mistérios sejam desvendados. Ao mesmo tempo, a prosa lírica e o estilo seco e denso o fará mergulhar de cabeça no mundo dos Sinclair e nas crescentes angústias de Cadence — para então vir à tona completamente impactado.
* Um dos livros mais comentados de 2014, foi uma das melhores leituras de 2015. Foi um livro maravilhoso pra mim, a autora foi incrível em tudo o que fez na trama e eu me apaixonei pela escrita dela, espero ter mais oportunidades de ler mais coisas dela. (resenha)

3. Ensaio sobre a cegueira, José Saramago
Sinopse: Um motorista parado no sinal se descobre subitamente cego. É o primeiro caso de uma 'treva branca' que logo se espalha incontrolavelmente. Resguardados em quarentena, os cegos se perceberão reduzidos à essência humana, numa verdadeira viagem às trevas. O Ensaio sobre a cegueira é a fantasia de um autor que nos faz lembrar 'a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam'. José Saramago nos dá, aqui, uma imagem aterradora e comovente de tempos sombrios, à beira de um novo milênio, impondo-se à companhia dos maiores visionários modernos, como Franz Kafka e Elias Canetti. Cada leitor viverá uma experiência imaginativa única. Num ponto onde se cruzam literatura e sabedoria, José Saramago nos obriga a parar, fechar os olhos e ver. Recuperar a lucidez, resgatar o afeto: essas são as tarefas do escritor e de cada leitor, diante da pressão dos tempos e do que se perdeu: 'uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos'.
* Não poderia deixa de fora esse clássico da literatura do qual eu tive o prazer de ler, foi uma leitura obrigatória da faculdade, mas que li com muito prazer. O "ensaio sobre a cegueira" é mais do que uma simples história, é uma metáfora de como vivemos nossas vidas e como encaramos a realidade, espero que todos possam ler esse clássico. (resenha)

4. Quem é você, Alasca? , John Green
Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez.
* Apesar de muita gente não gostar tanto dos livros do John eu gosto bastante, e "quem é você, Alasca?" conquistou um lugarzinho no meu coração, com uma protagonista feminista, independente, forte e enigmática John soube construir uma linda história. (resenha)

5. Para sempre Alice, Lisa Genova
Sinopse: Alice (no filme, interpretada por Julianne Moore) sempre foi uma mulher de certezas. Professora e pesquisadora bem-sucedida, não havia referência bibliográfica que não guardasse de cor. Alice sempre acreditou que poderia estar no controle, mas nada é para sempre. Perto dos cinqüenta anos, Alice Howland começa a esquecer. No início, coisas sem importância, até que ela se perde na volta para casa. Estresse, provavelmente, talvez a menopausa; nada que um médico não dê jeito. Mas não é o que acontece. Ironicamente, a professora com a memória mais afiada de Harvard é diagnosticada com um caso precoce de mal de Alzheimer, uma doença degenerativa incurável. Poucas certezas aguardam Alice. Ela terá que se reinventar a cada dia, abrir mão do controle, aprender a se deixar cuidar e conviver com uma única certeza: a de que não será mais a mesma. Enquanto tenta aprender a lidar com as dificuldades, Alice começa a enxergar a si própria, o marido (Alec Baldwin), os filhos (Kate Botsworth, Hunter Parrish e a queridinha de Hollywood, Kirsten Stewart) e o mundo de forma diferente. Um sorriso, a voz, o toque, a calma que a presença de alguém transmite podem devolver uma lembrança – mesmo que por instantes, e ainda que não saiba quem é.
* Uma das leituras mais tocante e emocionante que li esse ano, que retrata como é a vida de alguém que tem Alzheimer desde o descobrimento da doença até o seu progresso, foi uma lição de vida. (resenha)

6. O menino do pijama listrado, John Boyne
Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. 'O Menino do Pijama Listrado' é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.
* Um livro que me conquistou pela inocência da personagem principal, com uma história simples, mas muito linda John Boyne soube nos mostrar o valor da amizade tendo como pano de fundo um dos momentos mais tristes da humanidade: o holocausto. 

7. Nascida à meia-noite, C.C. Hunter
Sinopse:  Kylie Galen está na pior. Seus pais vão se divorciar, seu namorado acaba de romper com ela e uma noite, depois de ser presa por estar na festa errada, com as pessoas erradas e na hora errada, é enviada pela mãe para Shadow Falls – um acampamento para adolescentes problemáticos, localizado numa cidade chamada Fallen, no meio de uma misteriosa floresta. Isso muda sua vida para sempre. Poucas horas depois de chegar, ela descobre, assustada, que seus colegas não são apenas “problemáticos”. Kylie nunca se sentiu normal, mas também não se considera como uma daquelas aberrações paranormais. Ou será que ela é? Em Shadow Falls, vampiros, lobisomens, metamorfos, bruxas e fadas aprendem juntos a desenvolver seus poderes, controlar sua magia e viver no mundo normal. No entanto, as coisas tomam um rumo diferente quando dois carinhas interessantes entram em cena. Derek, um fae que possui poderes mágicos, quer a todo custo ser seu namorado e Lucas, um lobisomem com quem ela partilha um passado secreto. De início, tudo o que Kylie deseja é sair de Shadow Falls e voltar para casa. Porém, com Derek e Lucas ocupando um lugar cativo em seu coração e depois de descobrir que ela própria tem estranhos poderes, talvez sua vida nunca mais volte a ser a mesma...
* Minha saga amorzinho, fiquei fascinada pelo mundo construído pela autora nesse livro e encantada pelos personagens, ainda não terminei de ler todos os livros, mas a cada livro lido me apaixono mais ainda por esse mundo sobrenatural, pra quem gosta de sobrenaturais é quase que uma leitura obrigatória hahaha. (resenha)

8. Histórias em retalhos, Nina B. Prescott
Sinopse: Histórias em Retalhos é uma coletânea de contos intrínsecos e sinceros que narra a história de uma mãe introspectiva, o amor de uma irmã pelos irmãos bastardos, uma garota apaixonada e uma filha que enfrenta dificuldades com a perda dos pais. A coletânea aborda de forma sensível o sentimento mais singelo de todos: o amor.
* Esse livro repleto de contos e poesias me encantou, Nina através de uma escrita simples e fácil me conquistou em cada conto e poesia lida, além de abordar um dos sentimentos mais bonitos da humanidade que é o amor em suas diversas faces, formas e fases. (resenha)



9. Primeiras impressões, LRDO
Sinopse:Primeiras Impressões é uma adaptação moderna do clássico 'Orgulho e Preconceito' de Jane Austen. O romance eterno de Lizzie e do Sr. Darcy é situado desta vez entre paisagens paradisíacas do Brasil e cenários surpreendentes dos Estados Unidos, em um relacionamento complexo entre uma carioca sarcástica e brilhante e um político americano de uma família conservadora. 
* Esse livro como a própria sinopse diz é uma releitura de "orgulho e preconceito" da Jane Austen e depois de ter lido "primeiras impressões" de uma coisa eu tenho certeza é que eu gostei tanto desse livro que quero ler o da Jane Austen, a autora foi muito inteligente em fazer uma adaptação bem brasileira do jeito que nós gostamos e por ser baseado em um livro famoso não achei que em nenhum momento faltou originalidade. (resenha)
10. Eu estive aqui, Gayle Forman
Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.
* E por último, mas não menos importante fecho o meu top 10 com "eu estive aqui" da Gayle, uma autora que soube abordar temas densos como depressão e suicídio de forma leve e sensível fazendo o leitor se envolver com a leitura sem ser algo pesado ou denso de ser lido. (resenha)

Espero que tenham gostado do meu top 10.
- beijos, Carol!