Oii galera, hoje é dia do que? do que? humm? isso mesmo, de playlist hahahahaha (sou muito boba mesmo), gente eu fico super-hiper-mega empolgada para fazer esses posts, é muito gostoso. Então, após o meu momento de loucura e empolgação vamos as músicas ouvidas em junho:

1) Sonnentanz (Sun Don't Shine) - Will Heard & Cara Delevingne, começo minha playlist com uma das músicas que eu mais amo na vida, essa música é linda, a letra é linda, a voz dos dois é linda, a forma que eles fizeram o arranjo da canção é lindo ( eu já disse que a música é lindaaa hahahaha acho que já né), bom essa não é a versão original da canção, quem canta a versão é o Klangkarussell e ela é eletrônica, eu gosto das duas versões, mas essa com a Cara Delevingne e o Will Heard conquistou meu coração, sem falar que a tradução é beeeem romântica do jeitinho que eu gosto, e a voz da Cara aparece pouquinho, mas dá pra ter uma noção que ela leva jeito pra coisa viu.

2) O Homem dos Olhos de Raio-X - Lenine, eu não sou fã do Lenine, mas tem umas músicas deles que me encantam, o que mais me chama a atenção é que ele toca demais, parece até que está brincando com o instrumento (e acho que está mesmo hahahaha), sem falar que as letras das músicas dele tem um tom poético, algo a mais. 

3)Prey - The Neighbourhood, gente, não resisti, trouxe mais uma música dessa banda incrível, vocês precisam amar essa banda igual eu amo hahaha merece mais reconhecimento e gente repara na letra dessa música, coisa mais linda.

4)Pandemonium - Mondays feat Lilla My, uma música agitadinha pra vocês, gente eu escuto essa música e já quero dançar hahaha ela é daquelas que te colocam pra cima sabe, muito animada.

5) Strong - Will Hoge, essa música eu nem sei como descobri, só sei que foi amor à primeira vista hahaha ela te faz despertar uma força interior, você se sente como se fosse capaz de fazer qualquer coisa hahaha e a voz dela é muito poder , que voz linda.



Então galera, essa foi minha playlist de junho, espero que tenham gostado.
- Beijos, Carol!









Título: Um Estranho no Espelho

Autor: Sidney Sheldon

Editora: Record

Páginas: 292

Ano: 1994

Sinopse: Hollywood, a grande fábrica de ilusões. É na capital mundial do cinema que o jovem comediante Toby Temple faz de tudo para conseguir colocar seu nome no lugar mais alto dos letreiros luminosos. Uma posição que não se alcança apenas com talento, mas à custa de muito trabalho sujo, sexo por interesse e intrigas nos bastidores. Bem-sucedido, mas solitário, ele se apaixona por Jill Castle, uma candidata a estrela que se submetia aos desejos mais pervertidos dos produtores em troca de pequenos papéis. Porém, ele não pode saber do passado da amada, e ela lutará para se manter como a esposa do famoso comediante, custe o que custar.

Oii galera, enfim depois de um tempinho bom sem ler nada do meu autor favorito eis que leio "Um estranho no espelho" e fiquei surpresa com esse livro, porque estava esperando um mistério daqueles de "tirar o fôlego" que é bem típico do escritor, mas o que eu vi foi um livro que me pareceu mais um drama, e vindo do Sheldon não é algo que estou acostumada, no entanto não me decepcionei com o livro.... bom talvez tenha me decepcionado um pouco haha, não foi algo que eu estava esperando.

A trama gira em torno de Toby Temple um jovem que quer chegar ao estrelato como comediante e de Jill Castle uma jovem que quer ser uma atriz famosa, o livro é divido em duas parte e um prólogo: o prólogo se inicia com bastante ação e suspense (o que me fez achar que seria um livro de suspense, porém estava enganada) que deixa o leitor ansioso para saber o que irá acontecer, porém o desenrolar dessa situação só saberemos no final do livro. Ou seja, o livro contará na primeira parte como foi a vida desde criança até adolescência de ambos os protagonistas e todos os perrengues que eles passaram até chegar à Hollywood "a cidade da fama, de pessoas famosas", a segunda parte do livro se caracteriza por mostrar como os personagens conseguiram sua "fama" e como o caminho de ambos se cruzaram.

"Há uma mística que envolve o nascimento de um novo astro. É como se uma mensagem telepática misteriosa fosse transmitida instantaneamente para os quatro cantos do mundo dos espetáculos."

Mas, a história não fica só nisso não, durante todo esse percurso Sidney aborda temas como religião, sexo, amor, dinheiro, fofocas, ganância, caráter e tudo de sujo que é necessário para muitas vezes conseguir a tão sonhada fama. É espetacular a forma como o autor crítica a sociedade e as relações sociais, através de personagens complexos e com inúmeras facetas vamos vendo a verdadeira realidade da fama que muitas vezes não parece ser tão bela e fácil igual achamos que é. 

No entanto, digamos que o livro não me agradou tanto pelo simples fato de que é uma leitura cansativa e arrastada, o autor foca tanto em narrar a fundo como era a vida dos personagens antes de serem famosos e a vida monótona que eles tinham e essa monotonia se prolongava durante muitos capítulos, mesmo tendo lido o livro em dois dia e meio (o que eu acho rápido) achei muito chatinho, pensei as vezes em parar a leitura, mas a vontade de saber o final era mais forte e eu não desisti da leitura (mas foi quase hein). O que acredito que  tenha ajudado foi que a escrita do Sheldon é tranquila, apesar de ser uma escrita que caracteriza à fundo os personagens destacando suas fraquezas, pontos altos, objetivos, sentimentos e ações.

"Um estranho no espelho", não é um livro de mistério ou repleto de ação, na verdade é mais um drama que pode parecer cansativo devido aos capítulos serem focados na vida de Toby e Jill, mas é de grande impacto social, com grandes críticas à nossa sociedade, é uma leitura que tratará de como funciona as relações sociais, de como muitas vezes o mundo é injusto - o rico governa e o pobre obedece - de como o caráter de uma pessoa pode se transformar, uma história completa e a qualidade da obra é inegável.

"Se tem que acontecer, vai acontecer. O destino virá a seu encontro, não precisa sair à procura dele."











Título: Fazendo meu filme 1 - A Estréia de Fani

Autora: Paula Pimenta

Editora: Gutenberg

Páginas: 336

Ano: 2009

Sinopse: Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.

Oii galera, ultimamente eu ando tendo muita sorte com as minhas leituras, só livro bom, e a resenha de hoje não seria diferente, "Fazendo meu filme" é puro amor, ele vai contar a história de Fani, uma adolescente de 16 anos que tem uma vida normal e típica dos adolescentes da sua idade, a trama vai girar em torno da vida dela e de seus amigos: Léo, Priscila, Rodrigo, Gabi e Natália.

Fani, uma jovem , viciada em filmes, inteligente, dedicada e tímida tem uma vida comum, porém ao longo do livro situações típicas (ou não tão típicas assim) dessa idade começam a acontecer com ela: uma paixão por um professor, a possibilidade de um intercâmbio e a frieza e distância que o seu melhor amigo começa a trata-lá. O leitor então, vai tendo em um primeiro momento a apresentação da protagonista, sua vida, seus amigos, seus medos, sonhos, inseguranças e objetivos.

"É tão estranho como uma pessoa fica diferente aos nossos olhos quando o sentimento da gente muda..."

Além disso, nossa protagonista, tem que se preocupar com os estudos e tratar de alguns problemas do coração, mas a maior mudança é se ela fará ou não o intercâmbio, mudar de país, conhecer uma nova cultura, pessoas diferente, não é algo simples de se lidar ainda mais quando já está acomodada com a vida de sempre. A Paula Pimenta nos trouxe um livro muito amorzinho que vai abordar as descobertas dessa fase, amizades, festas, amores, estudos ,ou seja, todas essas situações que acontecem com qualquer adolescente. Mas, o diferencial no livro foi a maneira que a escritora aborda isso, de forma autêntica, bem construída e envolvente, a Paula faz com que o leitor se apegue aos personagens e vivencie tudo ali , como se fosse real. Li rapidamente o livro e quando percebi já estava finalizando a leitura, porque a escrita da autora é fácil e tranquila. Por ser o primeiro de uma série, a trama não aprofundou em alguns personagens secundários e eu meio que não descobri ainda como eles são, mas entendo que iremos conhecer melhor eles no decorrer dos próximos livros.

"Fazendo meu filme" é o tipo de livro que conquista o leitor pela simplicidade da história, com personagens cativantes e uma narrativa rápida, é um YA amorzinho e que faz parte de uma série composta por quatro livro e que com certeza darei continuidade, e na verdade terminei a leitura necessitando da continuação, espero comprar em breve.

"O problema é que, quando estou interessada, não consigo agir naturalmente. Disfarço ao máximo os meus sentimento, não consigo deixar que o menino perceba que eu estou a fim, como se isso fosse me deixar muito vulnerável,tipo nas mão dele."



Espero que tenham gostado da resenha.
- Beijos, Carol!


Oii galera, hoje tem Book Haul, e resolvi juntar os três meses, porque eu não recebi e nem comprei tantos livros, mas os que eu adquiri durante esses meses são bem legais, então vamos começar:


Onze Semanas do Ernani Lemos, eu recebi esse livro de parceria com a Editora Chiado, chegou no começo de Abril e eu amei o livro, recomendo bastante para quem gosta de livros que falam sobre temas mais sérios e fortes.

Tudo e Todas as Coisas da Nicola Yoon, recebi esse livro em parceria com a Editora Novo Conceito e gente essa capa é uma belezinha né, assim como a história também é <3 

Qualquer Outro Lugar da A. G. Howard, esse também recebi de parceria com a Novo Conceito, porém esse é o terceiro livro de uma trilogia e eu não tenho os anteriores, então não sei quando vou ler, mas basicamente o que eu sei é que parece que é uma releitura de Alice no país das maravilhas, parece ser interessante,(Ps: me desculpem a resolução da foto :/)

Lembranças da Meia-Noite do Sidney Sheldon, gente fui pela primeira vez no sebo e amei o lugar, comprei dois livros e o primeiro foi esse do Sidney Sheldon, ele é o meu escritor favorito e quero conseguir ler todos ou quase todos os livros dele hahahaha, porém descobri que esse é uma continuação, então fico com medo de ler e pegar algum spoiler.

Lolita do Vladimir Nabokov, outra comprinha que fiz no sebo é essa edição maravilhosaaaaa de Lolita, ela é em capa dura <3 coisa mais linda que tem, "tô" apaixonada, eu tenho meio que um objetivo de tentar sempre ler livros clássicos, e Lolita além de ser um clássico é também bem polêmico, eu já comecei a leitura, mas estou intercalando com outros livros então não tenho previsão de quando vou terminar.


Então gente, esse foi meu humilde book haul de abril, maio e junho, espero que tenham gostado. 

- Beijos, Carol!











Oii galera, hoje é dia de leituras do mês e confesso que estou lendo poucos livros, porém boas leituras, nenhum que li durante esse 2 meses foram ruins, prometo agora em julho nas férias ler bem mais. Então vamos aos livros lidos em Abril e Maio:



Tudo e Todas as Coisas da Nicola Yoon, recebi esse livro de parceria com a Editora Novo Conceito e basicamente contará a história da Madeline, ela é uma jovem que tem uma doença rara: ela tem alergia a tudo e todas as coisas e vive uma vida limitada e regrada por conta da doença, não pode nem mesmo sair de casa. O livro será contando a vida da Madeline a partir do momento em que ela se apaixona e todas as limitações que esse amor representará na sua vida. Eu amei a leitura e recomendo bastante, um livro com uma história linda. (Resenha)

Onze Semanas do Ernani Lemos, recebi esse livro de parceria com a Editora Chiado e ele contará a história de Cláudia e Meg, mãe e filha, ambas por conta de um passado tenso que tiveram não se suportam, Meg evita a mãe de todas as formas, mas isso muda quando Cláudia está com câncer e tem pouco tempo de vida, ela decide então que está na hora de contar a sua filha tudo o que aconteceu no passado delas e colocar um ponto final em todas as desavenças existentes entre elas. Um livro forte, envolvente e diria que é até mesmo polêmico, terminei a leitura e fiquei por dias refletindo sobre todo o enredo desse livro, uma história que me marcou muito.(Resenha)

A Garota Certa da Ali Cronin, esse é quinto livro da série "Garota<3Garoto" e narra sobre a vida de um grupo de adolescentes, em cada história temos um protagonista, e em "A garota certa" temos a história de Ollie, ele é o pegador do grupo e nunca se apaixonou por ninguém, porém tudo muda quando ele sente que nutre sentimentos pela sua melhor amiga Sarah, e no decorrer da trama vamos vendo no que isso vai dar. Esse é o meu livro favorito da série, pois além de retratar o romance ele focou em temas mais sérios e que são poucos discutidos como a bipolaridade e a depressão, mas sem perder a leveza típica dos livros YA.(Resenha)



Então galera, esses foram os livros lidos, eu sei que é pouco :/ mas espero que tenham gostado <3
- Beijos, Carol!