Título: A Lista Negra

Autora: Jennifer Brown 

Editora: Gutenberg 

Páginas: 272

Ano: 2012

Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas.

Oii galera, a resenha de hoje é de mais um livro "famosinho" que todo mundo leu menos eu hahahahah, bom mas enfim após um tempão na minha estante (acho que mais de um ano) eu li "A Lista Negra", um livro que me encantou e me passou mensagens que levarei para sempre comigo, porque às vezes os livros tem esse poder de nos marcar e nos fazer ser uma pessoa melhor, alguém diferente, e no final é isso que importa, sermos sempre melhor para nós mesmos e para o mundo.

O livro contará a história de Valerie, uma jovem que tem sua vida completamente transformada quando seu namorado Nick resolve abrir fogo contra a sua escola, matando vários alunos, ele só para de atirar quando atinge acidentalmente a Val e logo em seguida acaba cometendo suicídio. No entanto, o que marcará para sempre a vida da protagonista é que seu namorado só tomou essa atitude por conta de uma lista que ambos criaram com o nome de todas as pessoas que praticavam bullying com eles, a chamada lista negra. Nesse enredo acompanharemos como será a vida de Valeria após esse trágico acidente, já que todos ficaram sabendo dessa lista: alguns acham que ela é inocente e foi uma vítima do próprio namorado, já outros a consideram uma assassina e que deve ser responsabilizada pelo acidente, mas o mais importante é o que a própria Val acha disso tudo e como continuar com a vida depois dessa tragédia.

"A lista foi ideia minha. Não queria que ninguém morresse. Não queria ser uma heroína. Será que, algum dia, você vai me perdoar?"

A trama começa com trechos do jornal narrando o massacre e vai intercalando com trechos no passado do dia do acidente e com a Valéria narrando em primeira pessoa como está tentando seguir com a vida, a autora abordar a história dessas três formas coloca o leitor dentro de todo o drama vivido pelos personagens e traz um ritmo ao livro, apesar de ser um livro curtinho, a autora soube passar sua mensagem e trabalhar muito bem em cima do tema bulliyng e como isso afeta as pessoas. Além disso, ela fala muito sobre como a relação familiar é importante para a vida de uma pessoa, e foi muito interessante ela fazer esse paralelo e trazer esse aspecto, já que na maioria dos livros que tratam sobre esse tema nós não temos essa parte familiar tão presente.

Foi incrível poder acompanhar a Val e sentir tudo o que ela sentia: angústia, tristeza, medo, insegurança e solidão, e entender os motivos que a fizeram criar a lista e como foi sua relação com Nick. Em alguns momentos eu fiquei tão comovida com tudo o que era contado que tinha vontade de entrar na história e poder ser amiga dela, dar todo o apoio que ela precisava, dizendo que tudo ficaria bem e que ela nunca estaria sozinha. Eu já passei por alguns episódios de bullying e sei como isso é triste e doloroso para quem é vítima, então isso me deixou ainda mais conectada com a história.

"As pessoas fazem isso o tempo todo - acham que "sabem" o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida."

"A Lista Negra" é um livro que com certeza já é um dos meus favoritos do ano, e a autora conseguiu maravilhosamente bem transmitir sua  mensagem de que o  bullying é coisa séria e de que muitas vezes tudo o que precisamos é de amigos em quem possamos confiar, e que comentários "maldosos" de outras pessoas podem sim afetar uma pessoa e deixar marcas profundas em seu ser. Chega de apontar defeitos e de sempre rebaixar alguém, vamos tentar todos os dias ser o nosso melhor. Mais amor e menos rancor, o mundo precisa disso, nós precisamos disso. E só mais uma coisa que eu quero pedir: se você não leu esse livro, leia!

"O tempo nunca acaba. Como sempre há tempo para a dor, também sempre há tempo para a cura. É claro que há."



Espero que gostem da resenha.
- Beijos, Carol!





2 Comentários

  1. Oi, Carol, tudo bem?
    Ta aí mais um livro que todos já leram e adoraram e eu aqui sem saber o que está acontecendo kkkk
    Queria muito ler esse livro, parece ser tão legal e tão misterioso ao mesmo tempo. Queria muito saber como será a vida da Val a partir de agora.
    Bjs!

    -Ricardo, Blog Lapso de Leitura

    ResponderExcluir