Oii galera, tudo bem com vocês? Hoje vim falar um pouquinho de tudo o que recebi e comprei em Dezembro. 2016 foi um ano em que eu me controlei bastante com relação à compras, quero tentar ler tudo que tenho aqui antes de ir comprando mais livros. Bom, sem mais delongas hahahahahaha vamos ao que interessa : livros!! ( vou mostrar primeiro os livros recebidos de parceria com a Editora Novo Conceito e depois mostro minhas compras).


Sete Minutos Depois da Meia-Noite do Patrick Ness, recebi esse livro de parceria com a Editora Novo Conceito, foi lançamento do mês de outubro deles, e assim que chegou eu fui ler e simplesmente amei, indico muito e já tem resenha dele aqui no blog. 

Heróis da Internet: A Ameaça de Patrono do  Italo Matheus e Renan Carvalho, recebido de parceria, esse livro é nacional e eu posso estar enganada mas acredito que tenha mais um estilo infanto-juvenil, pelo o que eu entendi a história mistura internet com super-heróis, parece ser uma leitura bem tranquila e ao mesmo tempo divertida.

Eu Fico Loko 3 do Christian Figueiredo, mais um de parceria com a editora, esse é o terceiro livro do youtuber Christian, e confesso que esse tipo de leitura não me chama a atenção, então nem sei quando irei ler. Ps: me perdoem pela qualidade da foto, não sei o que aconteceu, pois no meu celular ficou normal.

Um Gato de Rua Chamado Bob do James Bowen, esse veio de parceria também e eu não sei o que esperar, eu acho que é aquele tipo de livro cheio de histórias de superação e amizade entre um animal e o seu dono, não sei quando irei ler, mas quero ler esse ano ainda.

O Amor em Primeiro Lugar da Emily Giffin, gente eu nunca li nada da autora e sei que ela é bem conhecida pelos seus livros de romance, esse será meu primeiro contato com ela, dando uma lida na sinopse pude entender que se trata de duas irmãs que devido a uma tragédia perderam o contato entre si, e após quinze anos desse acontecimento elas ainda não conseguem manter uma relacionamento saudável, será uma história sobre a tentativa de reconstruir laços, basicamente eu acho que é isso (posso estar falando besteira), foi o que eu entendi da sinopse.

Imperfeitos da Cecelia Ahern, esse foi o último livro que recebi de parceria com a editora, estou tão ansiosa para fazer a leitura dele que coloquei na minha meta de 2017 (Post da minha meta literária). E o pessoal que já leu falou super bem, então estou com altas expectativas, espero não me decepcionar já que é uma distopia e são poucos livros desse gênero que me agradam.

Box com os livros: Assassinato no Expresso do Oriente, Um Corpo na Biblioteca e Morte no Nilo da Agatha Christie, eu sempre ficava de olho nesse box e nunca comprava, mas não resisti quando vi que ele estava super baratinho na Submarino, já quero todos os livros dela nessa edição porque está a coisa mais linda desse mundo, sério mesmo galera, é tudo em capa dura tanto os livros quanto o box, super recomendo.

O Exorcista do William Peter Blatty, gente eu comprei esse livro porque quero ler algo de terror, que me dê medo hahahahaha eu amo filme de terror, mas com relação aos livros é muito difícil encontrar algo que me deixe com medo, vamos ver se esse vai conseguir cumprir seu objetivo.

O Acordo da Elle Kennedy, esse livro eu comprei porque é New Adult, um dos meus gêneros favoritos, e também porque só li resenhas e comentários positivos. Esse é o primeiro livro de uma série que se chama "amores improváveis", inclusive o segundo já foi publicado no Brasil como O Erro.

It A coisa do Stephen King, tô morrendo de amores por esse livro, eu queria faz muuuuito tempo ler It e quando eu comprei foi a maior felicidade (quem é leitor entende a minha sensação) fiquei igual louca namorando ele quando chegou aqui em casa. Sempre quis ler algo do King e todo mundo indica esse livro, já comecei a leitura e estou gostando bastante.


Então galera, esse foi meu book haul de dezembro. Espero que vocês gostem.
- Beijos, Carol!




















Oii galera, tudo bem com vocês? Eu sei que as playlists aqui no blog estão atrasadas (parei em setembro ) , mas, vou continuar a partir de dezembro, ok? ok! E tem muita música legal para mostrar, vamos começar:

1) One Day - Asaf Avidan, eu gosto muito dessa música, porque ela tem uma pegada calma, mas é ao mesmo tempo animada (oi Carol?) hahaahaha ai gente eu sou terrível para explicar o porque gosto de uma música (eu juro que eu tento), é mais fácil vocês escutarem e tirarem suas próprias conclusões( me falem nos comentários o que acharam tá bom?). Mas essa música tem uma energia legal.

2) That's My Way - Edi Rock feat. Seu Jorge, eu amo essa música, tanto pela letra que contém uma forte crítica social, econômica e cultural (reparem na letra) quanto pelo ritmo que é um rap. Além disso, o clip ficou incrível e combinou totalmente com a letra. Eu fiquei passada quando descobri que essa música tá lançada desde 2013 e só finalzinho do ano passado que eu conheci ela, já é uma das minhas favoritas.

3) Piloto Automático - Supercombo, tá aí outra música que já foi lançada à algum tempo, mas que só agora eu conheci. E essa é o mesmo exemplo da música anterior, o que me conquistou foi a letra da canção, faz você refletir muito.

4) Chapel - Nicole Dollanger, eu fiquei encantada com essa música, descobri ela ao acaso assistindo The Walking Dead, e o que me chamou a atenção foi a voz da Nicole que é tão meiga e fina, a música é bem calminha, para você ouvir e relaxar <3

5) Hoje Cedo - Emicida, não sou muito fã do Emicida, mas essa música dele eu gostei desde quando foi lançada, e sempre estou ouvindo ela, e a Pitty cantando o refrão fica lindo, dá um equilíbrio.


Enfim galera, essa foi a minha playlist das músicas que eu ouvi/descobri em Dezembro. Espero que vocês gostem.
- Beijos, Carol!








1. Yaqui Delgado Quer Quebrar a Sua Cara, Meg Medina
Sinopse: Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisá-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mas Yaqui sabe quem ela é, e a odeia. Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninos quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demonstra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. Denunciar Yaqui não é uma opção. Fugir não adianta. O importante agora é sobreviver.

* Esse é um livro que aborda um tema bem presente na vida da maioria dos adolescentes que é o bullying. Escolhi esse livro porque gosto de dramas e de ver como os autores abordam esses tipos de temas. Inclusive já li esse livro, foi a primeira leitura do ano e em breve eu venho aqui com a resenha. 

2. It - A Coisa, Stephen King
Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.
* Quero ler esse livro por três motivos: 1º porque é terror, 2º porque é Stephen King e nunca li nada dele e 3º porque vai ser um desafio já que são mais de 1000 páginas ( foco, força e fé hahahahaha). O pessoal só fala bem desse livro, então resolvi que esse ano vai. Aliás eu já comecei a leitura, queria terminar esse mês ainda, mas não sei se conseguirei.

3. A Outra Face, Sidney Sheldon
Sinopse: Aclamado pelo New York Times como o romance do ano e vencedor do Edgar Allan Poe — um dos mais importantes prêmios para escritores de mistério —, a estreia de Sidney Sheldon na literatura com A outra face mostrou o que vários best sellers, críticos e milhares de leitores confirmariam anos adiante: Sheldon possui uma habilidade única para desnudar o que passa pelo coração dos homens e mulheres. O escopo emocional dos personagens, suas ambições, seus desejos mais secretos, transparece aqui com incrível clareza e complexidade. Duas pessoas próximas ao prestigiado psicanalista Judd Stevens foram mortas. Subitamente, ele se vê envolvido em uma ardilosa série de assassinatos. Seria o criminoso um de seus pacientes? Talvez um neurótico movido por uma louca compulsão? Entre os suspeitos estão uma atriz decadente e ninfomaníaca, um pai de família com tendências homossexuais, um empresário problemático, uma jovem misteriosa e, por que não, até mesmo o próprio Dr. Stevens... Se não conseguir penetrar na mente deste perigoso assassino, o psicanalista pode ser preso. Ou, algo ainda mais aterrador, ele pode ser a próxima vítima. Antes que o assassino volte a atacar, Dr. Stevens precisa revelar sua identidade e expor suas emoções, medos e desejos. Uma história envolvente de enigma e suspense, A outra face é mais um inesquecível thriller de Sidney Sheldon.
* Lógico que teria meu autor favorito nessa lista, tenho um projeto de ler todos os livros publicados aqui no Brasil do Sidney, amo a escrita e as histórias que ele cria, um autor incrível, recomendo muito os livros dele para quem gosta de suspense.

4. Lolita, Vladimir Nabokov
Sinopse:Lolita é um dos mais importantes romances do século XX. Polêmico, irônico, tocante, narra o amor obsessivo de Humbert Humbert, um cínico intelectual de meia-idade, por Dolores Haze, Lolita, 12 anos, uma ninfeta que inflama suas loucuras e seus desejos mais agudos. A obra-prima de Nabokov, agora em nova tradução, não é apenas uma assombrosa história de paixão e ruína. É também uma viagem de redescoberta pela América; é a exploração da linguagem e de seus matizes; é uma mostra da arte narrativa em seu auge. Através da voz de Humbert Humbert, o leitor nunca sabe ao certo quem é a caça, quem é o caçador. Nabokov compôs a maior parte do manuscrito - que ele mesmo chamou de "bomba-relógio" - entre 1950 e 1953. Nos dois anos seguintes, ouviu recusas de cinco editoras norte-americanas ("pura pornografia", disse-lhe uma). Em 1955, foi finalmente aceito por uma obscura editora francesa, a Olympia Press. Em junho, assinou o contrato; em outubro, recebeu os primeiros exemplares, cheios de erros tipográficos. O livro inicialmente não foi bem-recebido; uma revista pensou em publicar trechos, mas foi desaconselhada por advogados. No início de 1956, sua sorte mudou. Graham Greene havia colocado Lolita entre os melhores livros de 1955 numa edição do Sunday Times. A repercussão cresceu; em agosto de 1958, foi finalmente publicado nos EUA. Em setembro, alcançou o primeiro lugar na lista de mais vendidos. O sucesso faria com que Nabokov deixasse de dar aulas para viver apenas de sua literatura.
* Esse livro era para eu ter lido no ano passado, cheguei a começar a leitura, mas na época estava sem tempo e acabei abandonando, pretendo ler esse ano, é um clássico né, apesar de polêmico.

5. Serial Killers: Anatomia do Mal, Harold Schechter
Sinopse: O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria? As respostas estão no novo lançamento da editora DarkSide Books: 'Serial Killers – Anatomia do Mal', dossiê definitivo sobre o universo sombrio dos psicopatas mais perversos da história. Escrito por Harold Schechter – que pesquisa o tema há mais de três décadas, o livro é referência fundamental a todos os que se interessam pelo universo da investigação e da criminologia. Em 'Serial Killers, Anatomia do Mal' você vai descobrir como eles matam e por que eles matam. Pontuado por curiosidades macabras, dados científicos e fatos pouco conhecidos sobre a trajetória e a mente dos principais criminosos em série dos Estados Unidos, O livro de Schechter abrange desde a criação do termo serial killer no início do século 20 até o fascínio exercido por matadores seriais na cultura pop (cinema, música, literatura). Histórias reais, assassinos reais, de uma maneira que você nunca viu, estudados com profundidade, rigor científico e conhecimento psicológico. Um livro que vai atrair a atenção dos fãs das séries CSI, Dexter, Criminal Minds e do Canal Discovery Investigation e de todos aqueles que que querem entender o que se passa na mente dos assassinos mais temidos e cruéis de todos os tempos. Sem dúvida, oriundos de um sociedade que precisa repensar urgentemente como cicatrizar essas feridas abertas.

* Esse livro eu comecei a ler em outubro mais ou menos, e a cada mês leio um pouco, ele é mais um livro informativo e que fala tuuuuudo sobre serial killers, é bem completo. E, como eu faço Direito e gosto bastante da área criminal e desse assunto eu leio com bastante calma para absorver o conteúdo, mas pretendo finalizar esse ano a leitura.

6. Por Lugares Incríveis, Jennifer NivenSinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.* Por Lugares Incríveis eu tenho na minha estante já faz um tempo e até hoje não sei porque ainda não li, sei que é o tipo de livro que vou gostar : dramático e emocionante. Espero não me decepcionar.

7. Assassinato no Expresso do Oriente, Agatha Christie
Sinopse: Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano.O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.
* Até hoje eu só li um livro da Agatha que foi E Não Sobrou Nenhum, e é um dos meus livros favoritos, me marcou muito. Depois disso fiquei na maior curiosidade para ler mais coisas da autora porque ela escreve nessa temática investigativa, romance policial e suspense, e eu gosto muito de livros desse jeito, então escolhi o Assassinato no Expresso do Oriente como meta para ler esse ano.

8. O Acordo, Elle Kennedy

Sinopse: Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha.
Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.
* Tinha que ter um New Adult nessa lista, amo o gênero e O Acordo foi um livro bem comentado em 2016 , muita gente falando positivamente do livro e acredito que irei gostar.


9. O Exorcista, William Peter Blatty

Sinopse: O mal toma várias formas. E a literatura e o cinema parecem se desafiar a criar inúmeras personificações desse mal. Seja com monstros, formas deformadas de nós mesmos, ou demônios, a indústria do entretenimento sempre foi bem-sucedida em representar a essência do nosso lado mais reprovável. O exorcista, no entanto, conseguiu ultrapassar esse limite.Inspirado em uma matéria sobre o exorcismo de um garoto de 14 anos, o escritor William Peter Blatty publicou em 1971 a perturbadora história de Chris MacNeil, uma atriz e mãe que está filmando em Georgetown e sofre com as inesperadas mudanças de comportamento de sua filha de 11 anos, Regan. Quando a ciência não consegue descobrir o que há de errado com a menina e uma nova personalidade demoníaca parece vir à tona, Chris busca a ajuda da Igreja no que parece ser um raro caso de possessão demoníaca. Cabe a Damien Karras, um padre da universidade de Georgetown, salvar a alma de Regan, enquanto tenta restabelecer sua fé, abalada desde a morte de sua mãe.Em O exorcista, Blatty conseguiu dar ao demônio a sua face mais revoltante: a corrupção da alma de uma criança. A jovem Regan é, ao mesmo tempo, o mal e sua vítima. Ela recebe a pena e a revolta dos leitores e espectadores em doses equivalentes e, mesmo quarenta anos depois, seu sofrimento e o abismo entre o que ela era e o que se torna continuam nos atormentando a cada página, a cada cena. Até, enfim, descobrirmos que não se trata apenas de uma simples história sobre o bem contra o mal. Ou sobre Deus contra o demônio. Mas sobre a renovação da fé.
* Gente olha essa capa (medooooo), estou super-hiper-mega ansiosa para ler esse livro, quero saber se dá medo mesmo hahahahahaha.


10.Imperfeitos, Cecelia Ahern
Sinopse: Celestine North vive em uma sociedade que rejeita a imperfeição. Aqueles que praticam algum ato julgado como errado são marcados para sempre, excluídos da comunidade, seres não merecedores de compaixão. Por isso, Celestine procura viver uma vida perfeita. É um exemplo de filha e de irmã, uma aluna excepcional, adorada por todos do colégio, além do mais, ela namora Art Crevan, filho da autoridade máxima da cidade. Em meio a essa vida perfeita, Celestine se encontra em uma situação incomum, que a faz tomar uma decisão instintiva. Ela faz uma escolha que pode mudar o futuro dela e das pessoas a seu redor. Ela pode ser presa? Pode ser marcada? Poderá se tornar, do dia para a noite, Imperfeita? Nesta distopia deslumbrante, Cecelia Ahern retrata uma sociedade em que a perfeição é primordial, e quem cometer qualquer ato falho será punido.

* Esse livro me chamou a atenção desde que a Novo Conceito anunciou seu lançamento, é uma distopia, e com relação à esse gênero eu li pouquíssimas coisas, e não é qualquer livro que me agrada não. Mas, estou com expectativas altas nesse daqui, e já vi muita gente que leu e gostou, então vamos ver o que irei achar.


Então galera, essa é a minha meta para esse ano, tomara que eu consiga cumprir. Vocês fizeram alguma meta literária? Tem algum livro dessa lista que vocês já leram ou querem ler?
- Beijos, Carol! 





Oii galera, se existe uma coisa na qual eu sou apaixonada nessa vida é em séries, eu amooooooo, assisto várias (e estou atrasada com a maioria hahahahaha, mas faz parte). E em 2016 eu acompanhei algumas na qual eu queria compartilhar com vocês as minhas favoritas. É bom que vocês aproveitam as dicas, e se tiverem alguma série para me indicarem é só deixar nos comentários que eu vou adorar saber. Então vamos ao meu top 5 de 2016:

1) Stranger Things, gente estava todo mundo comentando dessa série, eu não aguentava mais hahahahaha e ainda fui beeem relutante e achei que não fosse isso tudo que estavam flando. Mas, no finalzinho de Dezembro eu peguei para assistir e amei e viciei , assisti em dois dias a temporada inteira. E o bom é que tem de tudo na série: suspense, ficção científica, terror e drama. Para quem ainda não viu eu recomendo bastante, é uma série da Netflix e já foi renovada para a 2º temporada. Então corre para assistir, que ainda dá tempo.
Sinopse: Uma declaração de amor aos clássicos sobrenaturais dos anos 80, Stranger Things é a história de um menino que desaparece sem deixar vestígios. Ao procurar por respostas, a família, os amigos e a polícia gradulamente mergulham num mistério envolvendo experimentos ultrassecretos do governo, forças sobrenaturais e uma estranha garotinha.

2) Game Of Thrones, tá aí outra série que eu acredito que todo mundo assistia e só eu que não, o pior era que eu achava "modinha" hahahahaha . Eu tinha até curiosidade de assistir, mas tinha um certo "preconceito" porque acreditava que essa coisa meio medieval iria ser super chato. Maaaas, me rendi e dei uma chance, e OMG , que série é essa minha gente, não conseguia parar de assistir. Se você quer uma série cheia de ação, jogos de poder, aventura, e que não seja apegado à personagens hahahahah (mt gente morre na série, se prepare) então você vai amar Game Of Thrones , o que me conquistou é essa imprevisibilidade e reviravoltas, não dá pra confiar em ninguém, é cada um por si. Se você assim como eu tinha um preconceito com essa série, pode dar uma chance que você irá gostar, a única ressalva é que o primeiro episódio pode parecer lento e cheio de personagens, mas você se acostuma depois. A série foi renovada e a 7ºtemporada estreará esse ano, mas cada temporada é bem curtinha com cerca de 10 episódios dá pra maratonar nas férias hahahahaha.
Sinopse: Game of Thrones é um seriado da HBO criado como a adaptação dos livros escritos por George R. R. Martin, reunidos na série As Crônicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire), composta por sete volumes, cinco dos quais já publicados.Desde que estreou em 2011 na televisão, tornou-se a maior série da HBO, conquistando fãs em todo o mundo, fascinados por suas histórias de intrigas, luta pelo poder, pelo amor, pela honra e pela fortuna, anseios que permeiam a vida os habitantes dos ficcionais Sete Reinos de Westeros, em um tempo inspirado na Idade Média e permeado de elementos sobrenaturais.

3) Dead Of Summer, essa série eu conheci ao acaso, pesquisando por séries diferentes me deparei com Dead Of Summer , e o que mais me chamou a atenção foi de que era terror, então me aventurei sem saber o que esperar, acabei gostando bastante da série. É um terror que envolve um acampamento onde os jovens passam as suas férias de verão, porém algum ser habita esse lugar e coisas misteriosas acontecem, então um grupo de adolescentes que vão para serem tutores irão tentar desvendar os mistérios desse acampamento. Se você gosta de anos 80 com seres mitológicos e muitas reviravoltas eu indico muito a série, vá sem expectativas. O único contra é que a série foi cancelada, então só há um temporada (que triste) mas mesmo assim eu recomendo muito, e o final é fechado, então não tem problemas ela ter sido cancelada, dá para assistir tranquilamente. é bom para quem quer assistir algo que não tenha tantas temporadas (oi Greys Anatomy? hahahahahah)
Sinopse: A série se passa no final da década de 1980, no período de férias escolares durante o verão, e a temporada ensolarada será movimentada em Camp Stillwater, um acampamento de férias do meio-oeste americano aparentemente calmo, onde jovens vão experimentar seus primeiros amores, seus primeiros beijos – e também suas primeiras mortes.Porém, uma antiga e sombria mitologia de Stillwater desperta, e o que era para ser um verão de folia logo se transforma em um período inesquecível de sustos e de terror. Dead of Summer é um programa que mistura gêneros e estilos, enquanto examina a luz e a escuridão de um verão como nenhum outro.

4) Pretty Little Liars, essa série eu já assisto faz um tempinho e amo, esse ano ela será finalizada :/ ainda não estou preparada para isso, mas enfim. Na série conheceremos Aria, Hanna, Spencer, Emily e Alison , elas são amigas, mas tudo muda quando Alison desaparece misteriosamente, todos acham que ela está morta, porém suas amigas começam a receber mensagens ameaçadoras com segredos que só a Alison é que poderia saber, mas ela está morta, então quem está enviando as mensagens? É nesse jogo de mistérios, intrigas e segredos que a série irá se desenvolver. A série está atualmente na 7º e última temporada , e na minha opinião a série está terminando em um momento bom, eles souberam a hora certa de finalizar.Sinopse: Cinco amigas inseparáveis têm suas vidas mudadas para sempre quando uma delas, a líder do grupo, desaparece misteriosamente. Um ano depois, Alison ainda está sumida e ninguém sabe se ela ainda está viva. Enquanto isso, as outras quatro adolescentes passam a receber mensagens ameaçadoras de alguém que sabe de um grande segredo que elas guardam. O que as quatro amigas realmente sabem sobre o desaparecimento de Alison? Será que elas têm alguma culpa? Quem parece estar vigiando cada passo das meninas e enviando mensagens assustadoras que expõem seus segredos mais íntimos, dos quais apenas Alison sabia? Seria a própria Alison, se ela ainda estiver viva, ou seria outra pessoa que sempre esteve de olho nelas? Além de terem que lidar com um segredo que tentam manter a todo o custo, as quatro amigas têm vários problemas pessoais a resolver na pequena cidade onde moram: conflitos na família e nos relacionamentos amorosos não ficam de fora do dia-a-dia de cada uma delas.

5) The Vampire Diares, e a última, mas não menos importante é a minha série queridinha de todos os tempos, tenho um carinho enorme por TVD , porque foi através dela que eu comecei a assistir várias séries. Esse ano a série será finalizada na sua 8º temporada, fico triste, mas infelizmente uma hora a série tem que acabar e na minha opinião TVD foi se perdendo no meio do caminho, o ritmo e o enredo começaram a decair com o passar do tempo, então espero muito que essa temporada seja finalizada de um jeito ótimo. Para quem não conhece é uma série de vampiros com romance, aventura, mitologia e suspense.
Sinopse: Quatro meses após o trágico acidente de carro que matou seus pais, Elena Gilbert, que tem 17 anos, e seu irmão, Jeremy, que tem 15 anos, ainda estão aprendendo a lidar com o luto e tocar suas vidas adiante. Elena sempre foi a "garota perfeita": popular, bonita, e cheia de amigos. Mas agora ela precisa aprender a esconder sua tristeza do mundo. Quando o novo ano escolar começa, Elena e suas colegas ficam fascinadas por um misterioso e charmoso novo colega, Stefan Salvatore. Stefan e Elena imediatamente se aproximam, sem que a garota saiba que Stefan é um vampiro com centenas de anos de idade, lutando por uma vida pacífica entre os humanos, enquanto seu irmão, Damon, é a personificação da violência e brutalidade dos vampiros. Agora esses dois irmãos vampiros - um bom, um mau - estão em guerra pela alma de Elena e pelas almas de seus amigos, família, e todos os habitantes da pequena cidade de Mystical Falls. A série é baseada nos romances de L. J. Smith.




Então galera, essas foram as minhas séries preferidas de 2016. Espero que gostem, e se tiverem alguma para me indicarem é só deixar nos comentários, adorarei conhecer séries novas :)- Beijos, Carol!







Oii galera, tudo bem com vocês? "Tô" num momento retrospectiva ainda e nada melhor para ilustrar isso do que mostrar para vocês as melhores leituras que eu realizei em 2016. Foram mais ou menos 35 livros lidos (espero ler mais esse ano). E, vamos ao que interessa e conferir quais os melhores para mim, está na ordem de leituras: 

1. Fazendo Meu Filme, Paula Pimenta
Sinopse: Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.
* Eu amei esse livro e me surpreendi com a escrita da Paula ela escreve muito bem, foi um YA que me conquistou pela simplicidade e pela forma como a Paula conduziu o enredo, com personagens cativantes, foi um nacional que virou meu queridinho. Com certeza continuarei a série.

2. Como Eu Era Antes de Você, Jojo Moyes
Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
* Minha gente, como eu chorei com esse livro, no final eu parei a leitura porque não conseguia parar de chorar, e olha que é difícil eu chorar com livro. Com uma escrita envolvente e com mensagens lindas sobre aproveitar a vida e dar valor nas pessoas que amamos, uma história triste e ao mesmo tempo apaixonante, com certeza me marcou muito.


3. Escolhida Ao Anoitecer, C. C. Hunter
Sinopse: (sinopse contém spoilers pois esse é o último livro de uma série) Um final surpreendente para a Saga Acampamento Shadow Falls! O inimigo mais poderoso de Kylie retorna para destruí-la de uma vez por todas, mas ela finalmente assume seus plenos poderes e passa por uma transformação que vai surpreender todos ao seu redor. Mas a jornada de Kylie não será completa até que ela faça uma escolha final: a quem vai finalmente se entregar de corpo e alma? Será que escolherá Lucas, o lobisomem que partiu seu coração, mas faz tudo para reconquistá-la, ou Derek, o meio fae que abriu mão do relacionamento entre eles, mas agora diz que a ama? Tudo o que Kylie aprendeu em Shadow Falls a preparava para este momento, quando o destino lhe revelará por fim quem terá a chave do seu coração.
* Que amor de livro, que amor por essa série, eu comecei a me encantar pelo Acampamento Shadow Falls em 2015 e em 2016 eu me despedi encantada pelos personagens e pela história. Para quem gosta de YA com fantasia vai amar essa saga, se prepare para se apaixonar pelas bruxas, lobisomens , vampiros e fadas.


4. Eu e Você, Ali Cronin

Sinopse: (sinopse contém spoilers pois esse é o último livro de uma série) Um ano se passou desde esse início de Garota <3 Garoto, e Sarah está mais madura e experiente. Disposta a superar o passado, ela voltou a namorar seu melhor amigo, Ollie. Porém, por mais que o relacionamento pareça ótimo, Sarah está atordoada, cheia de dilemas e questionamentos. Depois que seu pai perde o emprego, Sarah tem de abrir mão das últimas férias de verão antes do começo da faculdade, para ajudar com as despesas da família. Enquanto lida com as mudanças em casa, a expectativa pelas notas finais e a impossibilidade financeira de ir para a Grécia com os amigos, Sarah torna-se próxima de Jackson, seu colega do trabalho na livraria. Os dois descobrem que têm muito em comum, e essa amizade confunde ainda mais a garota. Afinal, será Ollie realmente o amor da vida dela? E como ficarão as coisas quando os dois forem para a faculdade? Sarah precisa descobrir um jeito de lidar com todas as inseguranças, sem esquecer dos seus amigos do coração.
* Outra série finalizada durante o ano que se passou (momento nostalgia hahahaha) morro de amores por essa série, e acredito que não seja o melhor livro que você vai ler na vida, mas eu tenho um sentimento muito bom pela série em si, porque me apeguei aos personagens e me senti ali junto com eles sofrendo por cada drama vivido. Um YA que a cada livro trata de um tópico diferente como depressão, bullying , homossexualismo e muitos outros temas.


5. The Kiss Of Deception, Mary E. Pears
Sinopse: Plante ilusões e você colherá do mundo grandes decepções. A força feminina é a grande estrela neste romance de Mary E. Pearson. Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? O primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o romance de Pearson é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor e como ele pode nos enganar, e de uma protagonista em busca de sua liberdade e felicidade a qualquer custo.
* Acredito que talvez esse livro seja um dos mais comentados durante o ano, estava todo mundo falando que o livro era ótimo, então resolvi comprar e ver o que eu achava. E galera, foi uma experiência incrível, uma história com uma pegada mais medieval com reis e rainhas, em um tempo aonde se rezavam para vários deuses, repleto de mitologia e crenças. Um livro com ação, aventura e romance, de uma princesa forte e independente que larga todas as tradições do seu reino e vai em busca do seu lugar no mundo.

6. Um Caso Perdido, Colleen Hoover
Sinopse: Sky cataloga garotos como sabores de sorvete. Alguns são baunilha, outros um pouco mais ousados. Mas nenhum a empolga. Em seu último ano de escola, conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.
* Em 2016 foi um ano que conheci vários autores novos, e a Colleen é um desses, já tinha esse livro fazia um tempão na minha estante, mas sempre ficava enrolando para lê-lo. E esses é um daqueles casos em que eu fico pensando "porque demorei tanto para ler esse livro?" de início você pensa que é um New Adult clichê desses que a gente já está acostumado, mas no meio da história acontece uma reviravolta e tudo muda, e ocorrem vários acontecimentos, e minha gente eu não conseguia largar o livro enquanto não chegasse ao final, super recomento para que curte um New Adult que foge do clichê, só não falo mais nada porque qualquer coisa pode ser um spoiler, mas vale muito a pena. 


7. A Lista Negra, Jennifer Brown
Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas.
* Outro livro que me marcou, profundo, devastador e ao mesmo tempo lindo e repleto de superação, a história trata principalmente do bullying e de como ele pode afetar as pessoas. De forma sensível e sutil a autora traz uma trama envolvente e forte, e eu tive aquele tipo de conexão de quando a gente se apega muito ao livro e se sente dentro da história, tinha momentos que eu parava a leitura para dar uma respirada de tão pesado que era tudo o que a protagonista vivia, foi assustador, mas incrível também.


8. Viva A/À Poesia, Jean Carlo Barusso
Sinopse: Jean Carlo Barusso é uma eterna obra de arte inconclusa. Vaga pelo mundo correndo atrás de seus mais altos sonhos, aprimorando cada vez mais seus conhecimentos e técnicas, ao mesmo tempo em que se encanta sempre que um novo questionamento vem à tona. Amante de todas as formas de arte, este jovem escritor já perambulou pela música, pelas artes plásticas e agora encontra-se imerso na arte da escrita. Dentro desta obra encontra-se grande parte desse poeta, músico, e, particularmente, grande amigo. Se para Jean a publicação é a realização de um sonho, para quem o viu surgir, é uma amostra do resultado de um esforço sem igual, daqueles que só quem acredita mesmo em uma causa se submeteria. Lembro-me de diversas discussões em que ele defendia intensamente seus sonhos, enquanto eu, no meu excesso de ponderação, adicionava um novo “e se” a cada situação que ele imaginava. Realização pessoal para quem o escreveu, este livro é, por outro lado, uma grande lição para quem acompanhou todo o processo de produção dele. Uma lição expressa na clássica frase do autor: “Nada vai dar certo se você ficar pensando: “E se?” Daniel Sartori, músico.
* Mas é lógico que tinha que ter um livro de poesias nessa lista, eu sou uma fã do gênero, mas confesso que não é qualquer tipo de poesia que me agrada não, tem que ter sentimento, você saber que o autor escreveu aquilo vindo do coração e não só pra vender, e foi isso que eu senti com o Jean e é por isso que foi uma das melhores leituras.


9. Três Vezes Nós, Laura Barnett

Sinopse: Uma jovem mulher com uma bicicleta quebrada após desviar de um cão. Um homem que ela poderia facilmente ter deixado passar, sem parar, levando consigo uma vida inteira, uma vida que poderia nunca ter sido dela. Eva Edelstein está no segundo ano do curso de Inglês na Universidade de Cambridge. Ela namora David Katz, estudante e aspirante a ator. A vida de Eva parece bem encaminhada, quando, no campus da universidade, ela conhece acidentalmente Jim Taylor, estudante frustrado de direito. Há três versões, três realidades diferentes para o futuro de Eva e Jim, dos anos 1950 até os dias atuais. Se o nosso futuro é uma encruzilhada, gostaríamos de saber qual caminho seguir? E depois, ficaríamos felizes com a nossa escolha? Três vidas. Três histórias. Três destinos... permeados com traições e ambições, mas também com amor e arte. Três vezes nós explora a ideia de que há momentos em nossas vidas que poderiam ter sido diferentes e como pequenos fatos ou decisões que tomamos podem determinar o rumo da nossa vida para sempre.
* Esse livro eu li no finalzinho do ano ,e me pegou de surpresa, primeiro pela forma como a autora traz a história: são três versões, com os mesmos protagonistas, mas com escolhas diferentes e destinos diferentes. E, essa é a proposta da autora, de nos mostrar como as nossas decisões e escolhas influenciam o nosso destino e o futuro, é mostrar que a vida é bonita, mas nem sempre é assim, é aprender com os erros, e mostrar que o amor pode ser um dos sentimentos mais puros e fortes da humanidade.


Sete Minutos Depois da Meia-Noite, Patrick Ness
Sinopse: Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida. A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido. O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade. Baseado na ideia de Siobhan Dowd, Sete minutos depois da meia-noite é um livro em que fantasia e realidade se misturam. Ele nos fala dos sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão necessárias para ultrapassá-los.
* E o último livro dessa minha lista foi um amor de leitura, daquelas cheias de lições de vida, ensinamentos e reflexões, que fazem você querer ser uma pessoa melhor e procurar aproveitar ao máximo as pessoas na qual você ama. Com certeza, foi uma ótima leitura para finalizar o ano.


Bom galera, essas foram as leituras que mais me marcaram em 2016. Espero que vocês gostem.
- Beijos, Carol!















Título: Sete Minutos Depois da Meia - Noite

Autor: Patrick Ness

Editora: Novo Conceito

Páginas: 160

Ano:2016

Sinopse:Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida. A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido. O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade. Baseado na ideia de Siobhan Dowd, Sete minutos depois da meia-noite é um livro em que fantasia e realidade se misturam. Ele nos fala dos sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão necessárias para ultrapassá-los.

*livro recebido em parceria com a editora.

Oii galera, olha a primeira resenha do ano, e não poderia começar o ano de maneira melhor, hoje é dia de falar do livro Sete Minutos Depois da Meia-Noite publicado pela Novo Conceito. E, minha gente, que leitura mais amor, um livro repleto de ensinamentos e mensagens de superação daquelas que ficam na sua cabeça, do jeitinho que eu gosto, às vezes é bom a gente parar o que está fazendo e pegar uma leitura que vai nos fazer refletir, sabe aquele "tapa na cara", bom, então foi isso que esse livro me proporcionou.

Na história conheceremos Connor O'Malley , uma criança de 13 anos que todos os dias às 00:07 tem sempre o mesmo pesadelo, um teixo (espécie de árvore) se transforma em monstro e visita-o, exigindo apenas uma coisa: a verdade. O monstro avisa que contará todos os dias três histórias diferentes, uma a cada dia, e a quarta história é o garoto que contará a ele, e está será a verdade, no entanto, se ele não contar a verdade algo terrível acontecerá com ele. Porém, Connor percebe que coisas estranhas acontecem com ele quando está sonhando, e , talvez, isso não seja um sonho e sim realidade. Será possível? Fantasia e realidade caminhando juntas? Será que o sonho é real? Ou é tudo invenção da sua cabeça?

"- Quem sou eu ? - repetiu o monstro, ainda rugindo. - Sou a coluna na qual as montanhas se apoiam! Sou as lágrimas que os rios choram! Sou os pulmões que sopram o vento! Sou o lobo que mata a lebre, o falcão que mata o rato, a aranha que mata a mosca! Sou a lebre, o rato e a mosca comidos! Sou a serpente do mundo devorando a própria cauda! Sou o tudo indomado e indomável! - O monstro aproximou Connor dos próprios olhos. - Sou a terra selvagem vindo atrás de você, Connor O'Malley."

A premissa pode parecer desinteressante, mas não se enganem em poucas páginas o escritor transmite vários conselhos, ensinamentos e reflexões, tudo isso através de metáforas, achei algo bem parecido com "O Pequeno Príncipe" (pra quem já leu vai entender do que estou falando) , além disso, o autor aborda vários temas como bullying, a dificuldade que temos muitas vezes em falar a verdade, o perdão, perdas e  superação.

A cada história contada pelo monstro ao menino conseguimos captar uma reflexão, e acredito que isso acabe variando de pessoa para pessoa, já que é possível diversas interpretações em uma mesma leitura. O interessante é que o livro não é indicado para uma faixa etária específica, com uma linguagem fácil tanto um adulto como uma criança podem ler tranquilamente.

"Sete Minutos Depois da Meia-Noite" é um livro que aborda de forma sensível temas que são sempre atuais e presentes no cotidiano como as amizades, o bullying, as relações familiares, as perdas que enfrentamos e como supera-las e principalmente como lidar com nossos sentimentos e sermos sinceros não só com os outros, mas com nós mesmos. Uma história atemporal, sutil, linda e cheia de lições de vida, com certeza um livro que vale a pena ser lido.

"- Você não escreve sua vida com palavras - explicou o monstro. - Você escreve com ações. O que você pensa não é tão importante. Só é importante o que você faz."



Espero que gostem da resenha.- Beijos, Carol!